Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Destroços da Ilusão > Entrelace com Walter Brios

DESTROÇOS DA ILUSÃO

W = Walter
G = Guida
 
W
Eu penso estar sozinho
Quando não estou acompanhado,
Mas quando desacompanhado, penso em Deus.
Quantos pensam em Deus, acompanhados, ou não.
 
G
Nunca estamos sós,
Deus nos acompanha sempre,
e o calor da amizade acarinha o nosso ser,
ainda que a ilusão esteja totalmente destroçada.
 
W
É um nado pelo universo e um arrastar-se pelo chão,
Onde desalentos, tormentos, dissabores
São ferramentas do caminho.
 
G
Mas pode ser um levitar no espaço
onde o sofrimento ganha a dimensão
infinita dissolvida no oceano da vida,
assim que nos propomos a olhar as cores do arco íris
após a ruidosa tempestade.
 
W
Nem sempre agente sabe aonde levam esses fatores.
Eu vi as paixões desmoronarem, porque são paixões
E vi corações destroçados, por causa de paixões,
 
G
Nas ruinas das paixões podemos encontrar cinzas
de um amor que superou a barreira do tempo,
mas não sobreviveu à angústia da solidão a dois,
quem há de saber o porque do destroçar?
 
W
Mas nunca vi a ilusão se sobrepor à razão no momento final,
Que afinal, é o começo do recomeço,
O final da utopia e o nascer do sonho,
 
G
Nos momentos cruciais sempre a emoção
vem  à tona e faz transbordar os sentimentos,
porquanto a razão se perde,
quando quem palpita é o coração.
 
W
A carne se transveste com outra pele
E os ossos sustentam outra carne
 E nunca a ilusão alimentou a massa
Só os adereços, que a turba impele

G
A felicidade às vezes se veste com a roupagem da ilusão,
porquanto a cruel realidade do ser
o remete ao fundo das angústias,
quando os seus desejos revelam-se em total desarmonia.

W
Pensar no futuro é parar pra pensar,
Parar de fazer e dar um tiro no escuro.
 
G
Agarrando-se à oportunidade
quando ela passa, muito embora seu rosto esteja oculto,
a sua longa cabeleira roça em nossos sentidos e se não a detivermos,
nunca se saberá quando surgirá de novo,
ainda que seja por uma ilusão prisioneira
que no futuro se revele passageira.
 
 
©WalterBRios®
2/5/06
 
 
Guida Linhares
14/05/06
 
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 14/05/2006
Reeditado em 24/05/2006
Código do texto: T156263
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158413 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:56)
Guida Linhares

Site do Escritor