Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Resposta ao meu arcanjo

Meu anjo, como foi ficar assim?
Por que está sozinho?
Consumido pelas trevas
E preso em algum lugar?

Como posso lhe achar?
O que posso fazer?
Quero ser a sua companhia
Não consigo ficar sem você.

Preciso lhe proteger
Afastar o temor que me possui
Quero apenas a certeza
De que vai voltar pra mim.

Por que continua a me procurar?
Por que se submete às tristezas?
Sinto que lhe faltam as forças
Por que, se meu amor está contigo?

Deixe-me ajudá-lo!!!
A solidão me consome neste castelo
Passo os dias esperando
Que meu anjo volte...

Sinto agora que minhas forças me deixam
E não consigo mais lutar.
Meu corpo já não me obedece,
Mas meu coração só lhe pertence.

De repente vejo alguém
O que aconteceu?
Quem é este de asas negras
E olhos de escuridão?
Este estranho mentiroso
Que alega ser você.
Mas não vejo a face que eu amo
Não posso aceitá–lo!

E o estranho caminha
Para tão longe
Sinto suas lagrimas, meu amor
Onde está? Por que chora?

A vida está se afastando de mim
Adormeço profundamente
Um sonho estranho se inicia
E sinto um toque perturbador

Ainda de olhos fechados, reconheço
É você! Meu amor!
Abro os olhos, para vê lo
Oh não... O que aconteceu?

Meu anjo tornou-se o arcanjo negro
Com a alma da mais profunda solidão
O que fizeram contigo?
Por que castigaram lhe assim?

Cadê a luz que havia em seus olhos?
Onde estão as lindas asas que eu admirava?
A alegria que havia em você se perdeu
Só resta o nosso amor em seu coração

Não chore, deixe me enxugar tuas lagrimas!
Quero tocar–lhe de novo...
- Você é meu grande e único amor!
- E para sempre será!

Não!
Não me façam dormir!
Deixem-me estar com ele!
Por que fazem isso, deuses malditos?

Não amaldiçoem nosso amor!
Dêem-me de volta a minha alegria...
Deixem-me sair e encontrá–lo
Consegui! Agora posso sair!

E começo a lhe procurar...
Caminho pelos mais terríveis desertos,
Por entre os mundos mais sombrios,
E só seu amor pode me guiar.

Sinto a sua falta!
A saudade me toma...
A lembrança dos nossos beijos,
O seu perfume em minha memória,

O seu toque mantem minha esperança.
Sei que o terei de novo
Resisto a todas as tentações
Mas sinto-lhe cada vez mais longe.

Por que estou lhe perdendo?
Por que não responde aos meus chamados?
Alguém me explique!
Porque os deuses nos condenaram...

A vagar infinitamente pelas terras
À procura do nosso sonho
Da volta das nossas juras
Da concretização do nosso amor perfeito

E a cada minuto tenho a certeza
De que por mais longa que seja
A jornada que enfrentarei,
Um dia estaremos juntos.

E a última vez que lhe vi,
Esta lembrança que me dá força
Para achar–lhe e resgatar a alma
Do meu Arcanjo da Solidão.
eternamenteamando
Enviado por eternamenteamando em 16/06/2006
Código do texto: T176768
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
eternamenteamando
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 28 anos
23 textos (750 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:05)
eternamenteamando