Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vem que eu quero/ não demora - dueto Mario Rezende/ Flavinha

VEM QUE EU QUERO

Vem que eu quero, novamente,
encher os meus olhos com a tua imagem.
Vem que eu quero, audaciosamente,
encher as minhas mãos com os teus seios.
Vem que eu quero, cobiçosamente,
encher a tua boca com meus beijos.
Vem que eu quero, vagarosamente,
explorar a tua escultura e,
pelo teu corpo, despudoradamente,
extravasar o meu desejo.
Vem que eu quero, livremente,
de mãos dadas, pelos pensamentos a fora,
encher de balõezinhos
os quadrinhos da tua história.

Mario Rezende

NÃO DEMORA

E como fizemos na última hora
Quero somente ter seus olhos
Aqui perdidos em mim.
Não demora, amor meu, pois meu corpo
pede o seu, suas mãos aqui em mim, vem.
Minha boca te clama urgentemente
num sabor delicioso , que só a tua tem.
Não demora meu amor, pois aqui fico
enlouquecida, com mil vontades e desejos
todos mais que secretos, e que só você vai desvendar.
Não demora pessoa querida, que sempre me enfeitiça
e coloca na minha vida, todo doce sabor de ser sua.

FLAVINHA

*Obrigado Flavinha pelo complemento.

Mario Rezende
Mario Rezende
Enviado por Mario Rezende em 26/06/2006
Reeditado em 22/08/2006
Código do texto: T182620

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mario Rebelo de Rezende). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mario Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
689 textos (50928 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:12)
Mario Rezende