Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

a uma ausencia

Sinto-me, sem sentir, todo abrasado
No rigoroso fogo que me alenta;
O mal que me consome me sustenta,
O bem que me entretém me dá cuidado.

Ando sem me mover, falo calado,
o que mais perto vejo se me ausenta,
E o que estou sem ver mais me atormenta;
Alegro-me de ver-me atormentado,

Choro no mesmo ponto em que me rio,
No mor risco me anima a confiança,
Do que menos se espera estou mais certo.

Mas, se de confiado desconfio,
É porque, entre os receios da mudança,
Ando perdido em mim como em deserto
deusa poetica
Enviado por deusa poetica em 12/10/2006
Código do texto: T262792
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
deusa poetica
Moçambique, 17 anos
9 textos (308 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:17)
deusa poetica