Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Menina Dolorosa Dos Olhos De Satan - Inominável Ser & Agnes Mirra

No ardente chamado maior maligno
Do Eu Maligno dela
Dela que despedaçada conserva
Trevas em desalinho
Nas camadas desalinhadas de sua pele rasgada
Encontro A Folha De Satan
Em seu abdômen desesperadamente
Tatuada
 
Filha Agnesca De Satan
Por que tu és tão dolorida
Em toda tua pele
Despedaçada?
 
A sombria punição dos dias inférteis
Despedaça em gotas chorosas e rubras
Espalhando espasmos e lampejos de dor
Embalados em choros jamais ouvidos...
 
Ah Agnes Rainha Dos Delirantes
Rainha Das Delirantes
Dos Delírios De Satan
Como a tua pele despedaçada
É a romã mais apreciada
Pelo meu insano torpe
Inominável coração!
 
Desses escuros delírios
Vem a panacéia mais desejada
Que restitui a laceração
Que contém a hemorrágica verborragia incontida
Costurando a pele
Retendo o lago de doces águas tintas...
 
Insano coração
Torpe delírio do Inominável
Escuro e frio como as noites
E ecoante como os pesadelos reais...
 
Insano meu coração
Coração dolorido
Pisoteado moído comprimido
Pelos Pés Da Deusa Dor
 
Partido em fragmentos e alucinações
Criações vindas das rachaduras da epiderme
Da vida vermelha e borbulhante que escorre
Em montanhas de dor
 
Partido partido partido partido
Dolorido em Infernos Inomináveis
Nos quais o meu Satan Interno
O meu Satan Interno
É a companhia mais paterna
É o meu Pai Verdadeiro
Verdadeiro como Aquele
Aquele que dizem ser Pai
Nunca foi
Verdadeiro como o meu
Maldito desgraçado pai de carne
Nunca foi!
 
Satan também és
O Vosso Pai
Satan é
O Nosso Pai!
 
E neste instante
Sua alma é minha
Absorvo ela aos poucos
Te peço
Sem implorar
Penetro em seus olhos
Abrigando-me na minha morada
Neste espaço escuro e meu
Onde posso me esvair em sangue
Colorindo sua íris...
 
Pulsando em dor
Espaços delirantes
Dor
Dor
Dor
 
Menina Dolorosa Dos Olhos De Satan
Tua dor é minha!
 
Sua alma me vem lentamente
Adentrando em meus poros
 
Menina Dolorosa De Satan
Teus poros são meus!
 
Te absorvo lentamente
 
Menina Dolorosa De Satan
Absorvo tua satânica alma irmã minha!
 
Seus olhos flamejantes
 
Menina Dolorosa De Satan
Por ti os meus olhos são flamejantes!
 
Cheios de fogo e sangue
 
Menina Dolorosa De Satan
Tu és meu fogo e meu sangue!
 
Sua alma é minha
 
Menina Dolorosa De Satan
Mais do que a minha alma é tua!
 
Sinto sua presença em minhas veias
 
Menina Dolorosa De Satan
Eu sou as tuas veias!
 
Minhas veias são tuas
Venha Agnes
Venha com Satan
Ao lado
Da Deusa Dor
Venha
Venha
Venha!
 
Rasgue a minha pele
 
Rasgo!
 
Tome a minha dor
 
Tomo!
 
Ponha em seus lábios
 
Ponho!
 
Deixe que eu me contorça em seus olhos
 
Deixo!
 
Me banhando em sangue
Meu sangue
Minha infértil punição
 
Sangue satânico sangue
Oferecido ao
Nosso Pai Satan
Que casa-se com
A Deusa Dor
Quando escorre de ti
Essa seiva de doce cor!
 
Meu sangue em teus olhos
 
Quero vê-lo!
 
Seus olhos na minha alma
 
Quero vê-la!
 
Sua presença em minha pele rasgada
 
Quero nela estar!
 
Regada com a sua Escuridão
 
E posta no altar
Da nossa pele unida
Pele despedaçada unida
Pele única despedaçada!
 
Estou em teus olhos
 
Estás!
 
Arranque-os
 
Arranco-os!
 
Esmague-os
 
Esmago-os!
 
Dê-me Dor!
 
Dê-me mais Dor!
 
Dê-me a tua Dor!
 
Agnes eu quero a tua Dor
Como a minha Dor!
 
Filha De Satan
Fazei-me delirar mais
Com a tua Dor!
 
Devolva-me o meu lugar
Meu reino de sangue morto
Meu reino de silêncio e dor...
 
Não!
 
Devolva-me!
 
Não vá!
 
Não a deixarei ir
Tu és minha
Minha
Menina Dolorosa Dos Olhos De Satan!
 
Pertenço a seus olhos
 
Tu pertences ao meu doloroso amanhecer!
 
E sua alma é minha agora...
 
A tua satânica alma
Minha sempre foi
Sempre foi minha
Em todos os Agoras!
 
     Inominável Ser
     DELIRANTE
 
  Agnes Mirra
A RAINHA DOS DELIRANTES







Poema originalmente publicado em meu blog Cova Abismal De Poemas Sombrios (http://coabposo.spaces.live.com) em 02/11/06. Resultado do meu primeiro trabalho em parceria com a poetisa e contista pernambucana Agnes Mirra, cujos trabalhos podem ser conferidos no blog dela, Delírios Agnescos (http://deliriosagnescos.zip.net). Parceria iniciada na madrugada do Dia Dos Mortos do ano de 2006.
Inominável Ser
Enviado por Inominável Ser em 03/11/2006
Reeditado em 05/11/2006
Código do texto: T280703

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Inominável Ser
São João de Meriti - Rio de Janeiro - Brasil, 40 anos
85 textos (31734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:29)