Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jardins de Epígrafos
Auber Fioravante Junior


Cá estou envolvido na penumbra,
Transpondo o perfume dos
Guardiões da madrugada, coloridas
Estrelas enfeitando meu céu de ilusões
Feito seda prata no corpo da pétala amada!

Não oculto meus medos
Em brancas mesas sem sentimento,
Busco os trilhos da boa reflexão
Construindo meus castelos
Em jardins de epígrafos afetivos!

Viçosas rosas abrem-se incandescentes
Nas rimas de uma poesia longe do
Apocalipse, vicejando a vida
Com melodias dignas do alvorecer
Nas malhas dos versejos da alma!

Cá estou eu envolvido no luzeiro
Transcendo a magia dos
Apóstolos da semente, fontes cristalinas
De luas e sóis instrumentos da lágrima
Que cai com a essência do amor!


01/11/2006
Porto Alegre – RS




JARDIM AFETIVO...
TÂNIA AILENE



Madrugada estrelada,
com perfume do homem amado
na essência da existência
como armadura de ouro cintila...

Sem medos procuro sentimentos
coloridos pelo meu encanto
por você fortaleço meu eu...

Com rosas, céus e mares
apaixonada creio no prazer supremo
versejando minha alma mágica
ouço a melodia se fazendo prazer...

Envolta em veste transparentes
Mostro-me no tudo que espero
sou água corrente pura como cristal
no jardim afetivo
Dispo-me da querência em
ser e estar a viver por amor...


2/11/2006
Tânia Ailene
Rio de Janeiro




www.boemio.com.br/midivoice/inter/letra_C/1_carly_simon_my_romance.mid
Tânia Ailene Nua Poesia e Auber Fioravante Junior
Enviado por Tânia Ailene Nua Poesia em 03/11/2006
Reeditado em 30/07/2011
Código do texto: T280774

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Ailene Nua Poesia
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
886 textos (30280 leituras)
28 áudios (1362 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:40)
Tânia Ailene Nua Poesia