Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Abismo



(Cisne)
Uma sacerdotisa amargurada
num penhasco...
ventos uivando,
como uma ópera vagueneriana...


(Sueli)
Desvairada, grita, faz um apelo
por seus sonhos, agora,
sem alguém para recebê-los,
sem a quem profetizá-los.


(Cisne)
Apela e se dirige a Plutão,
deus da destruição.
Implacável, faz descer
o Pássaro Escarlate,
belo exterminador.



(Sueli)
Com asas de anjo,
envolve-na, seduz no desejo
e na dor.
Em seu ensejo e loucura,
Dança à beira do abismo
E, com lucidez não mais alerta,
Entrega-se à morte certa.
SueliFajardo
Enviado por SueliFajardo em 09/11/2006
Código do texto: T286941

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SueliFajardo
Jandaia do Sul - Paraná - Brasil
942 textos (29993 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:38)
SueliFajardo