Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


BAGDÁ DOS MEUS SONHOS

Enquanto isso,
sonho com a Bagdá
das mil e uma noites,
dos califas, das odaliscas,
dos camelos e das tâmaras secas;
sonho com o céu cor-de-rosa,
com as noites estreladas e
com a lua derramando seu choro de prata

Sonho com as silhuetas
das palmeiras enfeitando os horizontes do deserto

Sonho, sonho muito e
no meu sonho não existem bombas
nem choros nem sedes nem fomes nem mortes

Sonho com um lugar que talvez
não existe mais


© Fernando Tanajura Menezes


BAGDAD, QUEM ME DERA FOSSE EM SONHOS!

Naquele mesmo mercado
de exóticas especiarias
bolos de aroma de rosas
damascos acetinados
coxins e tapeçarias

enquanto Harum-al-Raschid dormia
sobre as suas almofadas
cairam do céu as bombas
desfizeram as bancadas
desfizeram as pessoas

as Scherazades morenas
desesperam pelas ruas
nas suas túnicas negras

quem me dera fosse um sonho
provocado pelo vento
da tempestade de areia
cor de ocre, mas não era!

Maria Petronilho


26/3/2003
Maria Petronilho e Fernando Tanajura Menezes
Enviado por Maria Petronilho em 28/11/2006
Reeditado em 09/11/2014
Código do texto: T304058
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Maria Petronilho (registo www.igac- ref 2276/DRCAC - Ministério da Cultura, Portugal)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Petronilho
Almada - Setúbal - Portugal, 64 anos
1238 textos (130535 leituras)
60 áudios (14347 audições)
9 e-livros (5156 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:39)
Maria Petronilho

Site do Escritor