Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Dialogo entre o Poeta e o Nobre amigo

Velho Poeta
Sente-se aqui do meu lado
Me enssine a fazer versos
Pois estou apaixonado

Nobre colega
Não sei como lhe explicar
Pois o verso vem da alma
De quem esta a amar

Velho Poeta
Deves ter a solução
Dê-me um verso que revele
Os segredo de minha paixão

Nobre Colega
Quando a noite ela chegar
Olhe pela tua janela
Olhe no céu o luar

Olhe as etrelas
La no alto onde estão
Olhe bem todos os detalhes
Leve em concideração

Pegue um papel
E comece a escrever
Tudo o que no pensamento
Resolver aparecer

Olhe o verde
Que tem pela natureza
Olhe o toque bem suave
E veja a sua beleza

Velho Poeta
Agradeço-te tua atenção
Hoje mesmo escreverei
O que vier-me ao coração

Falar de amor
Poder ser a solução
Para esta minha doença
Que se chama Paixão

Nesta angustia
Que vivo no dia-a-dia
Não tenho o contentamento
De ter minha alegria

Vou escrever
Para ver se conssigo
Encontrar este amor
Para mais que um amigo


Robnho Da Madeira
Enviado por Robnho Da Madeira em 29/08/2007
Reeditado em 24/08/2009
Código do texto: T629399

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Roberson Martins (robinho da madeira) comentários robinhodamadeira60@yahoo.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Robnho Da Madeira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 40 anos
509 textos (26634 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 19:23)
Robnho Da Madeira