Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desvários de Sentimentos

Entre bebidas e fumaça
Uma vaga luz clama ao fundo
Sobre incognitas você me traça
E na congruência da alma me inundo

As palavras são poucas
os olhos que conversam
Susurro numa voz rouca
versos que despertam

Serei eu, porque quero que seja
Mesmo no ruído de uma certa nostalgia
Isolo-te do mundo para que veja
Estilhaços dispersos magia...

Quero que veja, seja
transforme-se em poesia
pois o mundo a almeja
disfarçada melancolia

A objetiva subjetividade
Reflete tamanha amargura
Anulando-se tal enfermidade
Resta-me vertigem, tontura

Caio no chão,
volto à origem
Você me diz que não
pois odeia pessoas que fingem

Um porto talvez infinito
De angústia e arrependimento
Ressaca, gemidos, algo esquisito
Revela minha dor e tormento.

Carol Viana/Paulo Gomes
Paulo Gomes
Enviado por Paulo Gomes em 12/09/2007
Código do texto: T650080
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Gomes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 30 anos
107 textos (3124 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 21:49)
Paulo Gomes