Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fábula confabulada

Minha “monstra” do armário


Minha amiga imaginária tem personalidade forte,
Desaparece e aparece na hora que quer.
Não é que minha monstra do armário não cabe dentro dele?
Também só ela; vai comer assim lá em Gerais!
Não quer ficar debaixo da minha cama, sufoca.
Da gaveta nem quer ouvir falar, a danada.
Minha amiga imaginária tem medo de escuro.
Como fábula tem sido bem extraordinária!
Ela confabula com meus pensamentos por telepatia.
Moderna minha amiga ultravirtual!
Incrível que eu tenha nos dias atuais uma amiga imaginária.


 A "monstra" contra ataca

E vou lá gostar de ficar presa?
Como vou me rolar num espaço tão escasso?
A noite é companheira desde que os olhos estejam abertos...
E a luz bem acesa!
Quer melhor companhia que uma notívaga sempre atenta?
Amiga de todas horas. Horas noturnas.
Onde a Lua brinca de enfeite
E as estrelas de boca aberta mostram todo o sorriso...
Somos imaginárias, virtuais, reais?
Um dia, ou melhor, uma noite, viraremos fábula.
Até que um príncipe, duende ou "monstro”,
Nos liberte definitivamente...
Porque não é a solidão que intenta, mas uma vontade premente;
De sermos apenas normais...


Rose Stteffen / VestidadeÁgua
Rose Stteffen
Enviado por Rose Stteffen em 23/09/2007
Reeditado em 21/04/2011
Código do texto: T665432
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Rose Stteffen). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rose Stteffen
São Paulo - São Paulo - Brasil
1308 textos (175944 leituras)
11 áudios (1664 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 08:29)
Rose Stteffen