Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha flor...

Minha flor...

As azaléias são caprichosas,
e as minhas duravam o exato tempo,
em que saiam da floricultura,
alegres e coloridas,
plantadas num vaso baixo,
e vinham enfeitar o parapeito da janela.

Também recebiam cuidados,
mas passada a florada,
simplesmente hibernavam,
até cairem as folhas já escuras,
e sobrar apenas os caules.

É tão triste ver morrer algo
ou alguém, quando há o desvêlo.

Mas um dia, um jardineiro me disse
que elas precisavam de choque térmico,
para que florissem de novo.
Numa estufa sob tais cuidados,
elas refloresciam sempre,
permanecendo lindas e vivas,
quando então eram vendidas.

Aceitei a explicação dele, mas até hoje
não consegui descobrir como
as azaléias plantadas
num jardim central de avenida,
estavam sempre floridas,
em meia à poluição e barulhos.

Desisti de comprar azaléias...
contemplo suas flores onde as encontro.

Às vezes, passeio na avenida onde elas moram,
ostentando seus dobrados coloridos.
Ainda que eu tente me convencer,
de que cuidei direito daquelas que por um tempo,
estiveram comigo, ainda assim
restou uma hipótese: quem sabe o choque térmico necessário,
não estaria no ambiente inóspito e poluidor da avenida?

Essa estória é real...porisso
nunca pude dizer...a minha azaléia floriu de novo!
Guida Linhares
 
***

Participação no tema da minha querida amiga poetisa Rivkah Cohen
 
Minha flor...

É muito doida esta vida!!
 
Pega-se o jarro mais belo e com todo cuidado
planta-se uma azaléia dobrada,
mas ela não vinga!!
 
E aquele tempo todo
correndo daqui, levando pra lá,
a defendendo do sol
e a protegendo do vento,
para não a machucar?
 
".. foi o tempo que perdeste com tua rosa que fez tua rosa tão importante!"
 
É caminho só de ida?
Por que comigo ela não se preocupa?
E assim,
de forma brusca
não olha mais para cima!
 
A vida madrasta dá risada
e só depois é que ensina..
 
Minha flor não precisava só de mim!
Apesar
de torrar algumas pétalas,
o sol fazia bem para ela
e o vento
só ia lhe acarinhar!!
 
A verdade é que minha flor
não era só minha!
Morreu
porque não foi entregue
a quem ela também pertencia..!
rivkahcohen
 
***
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 03/10/2007
Código do texto: T679465
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1957 textos (162962 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 20:17)
Guida Linhares

Site do Escritor