Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
MELHORES DUPLIX, TRIPLIX e MULTIPLIX  - 2003

(ELEITOS PELOS INTEGRANTES DO poetrix@yahoogrupos.com.br)

Simulação Aparência
Dreyf Tuca 

por costume e hábito,//todo santo dia,
faço e desfaço,//passo e amasso
o leito...//a procura do teu corpo. 



E eu era puro Vício
Jucineia Pedro Cardoso 

não busco nada,//tudo é inútil,
minha mente erguida sobre teu cansaço//até o meu corpo
não tem sabor//se você não se atrever a experimentá-lo 



Apiedo-me Da Mágoa Verdadeira dor
Pedro Cardoso Judith de Souza Eliana Mora 

a dor é uma ferida//invisível,//traiçoeira.
amarga,//ninguém pode medi-la//:qual cobra, ela se esgueira.
não deixa cicatrizes//enquanto rasga o peito// - antes de sumir. 



Tingimento Suave
Armando Leal Eliana Mora

o verde do vento//sussurra assim, meio lento
bate nas folhas,//em carícias delicadas
e dá-lhes a cor//quando a elas - se entrega. 




Apenas um menino Pelo mundo afora Girando em seu rumo
Pedro Cardoso Jucinéia Gonçalves Marcelo Marques

Sorria de fome//chorava de alegria...//Em busca de coragem
ou de medo.//A barriga lhe roia.//Tornou-se faminto de Vida...
Nada fazia sentido.//Nem os ossos o sustentavam//de Força, de Fé, de Comida. 




Tingimento Suave Colorido ritmo
Armando Leal Eliana Mora Marcelo Marques

o verde do vento//sussurra assim, meio lento//Em transparente movimento,
bate nas folhas,//em carícias delicadas//passam brisas-pinceladas
e dá-lhes a cor//quando a elas - se entrega.//Pigmentando o mundo. 



Passatempo Atemporal
sonia lílian maial 

o tempo passa//cai a chuva das horas
sobre santas e devassas//enxáguam-se temores
eu, passo o tempo//mas não passam as dores 



Esfinge Sem códigos
Martinho Branco Eliana Mora 

Olhar as areias,//tapetes ton-sour-ton
grão a grão,//ampulheta transparente.
como se folheasse o tempo...//a lembrar-sem julgamentos. 



A Salvador Dali Sonhos da memória
Armando Leal Martinho Branco 

relógios dobrados pela cintura//da rapariga à janela
pesquisam o tempo//olhando a Vénus de Milo com gavetas
ao longe caem horas dos ponteiros//surreal loucura da forma 



Não posso mais falar de Amor // Pauta ferida // sem dor
Eliana Mora // Ricardo Mainieri // Martinho Branco 

O dono do meu violão//dedilhou melodias de amor//com dedos ágeis
arrancou-lhe as cordas//estilhaços de aço no coração//magoado de emoções.
E com elas-me enforquei//dando um fim à reconciliação.//O amor calou-se. 



Expressão Composição
(Lynn) (bel) 

Palavras são lágrimas//Nem sempre suaves
que escorrem dos dedos//se soltam, divagam
na despedida da dor.//Adeus! 



Mágoa Aprisionante
Tuca Judith de Souza 

Nós que éramos//dos laços, nós e
nós tão juntos//mumificados
ficamos assim-sós//em cascas de noz 



Maracujá Goiabeira Chorão cor da esperança
ocnarB ohnitraM Martinho Branco Marbranco 

[de súbito] uma palavra//outra palavra [de súbito]//batendo asas [de súbito]
[silabada] poisa na folha//salta da folha [silabada]//voam felizes duas bor-bo-le-tas [listadas]
[batendo asas] at-el-ob-rob//bor-bo-le-ta [batendo asas]//na memória[tatuadas] 



Insônia Na calada da noite
Daisy Melo Marcelo Marinho 

na varanda//Vaga-lumes festejam
eu sou a noite//brincando de estrelas:
cansada,ameaço amanhecer.//Cada dia é um renascer. 



Rachmaninov Numa manhã cinzenta
Xavier Zarco Aila 

O mundo pára//frente a dor
enquanto escuto Rachmaninov.//uma lembrança me afaga
É outono e as folhas pairam.//muito breve, a neve, a neve. 



Auxílio Imediato
Tuca Jucinéia 

Escrevo no escuro//na penumbra cega
como se levasse água nas mãos//a noite me chega mansa
para desatracar navios do cais.//náufraga minh'alma 



Sem penhor Tua jóia Nosso tesouro
Eliana Mora Lílian Maial Marcelo Marques 

Por esse amor já empenhei//comprei e vendi//Eu quase perdi
o que nem tinha.//hoje a palavra é outra//em mim...em ti...
Agora busco resgatar o meu valor.//...cautela!//Encontrarei em nós...Ou fim. 



Ainda há dúvida Contudo sigo Sem medo do perigo Apenas um homem
Aila Jucinéia Dasnuvens Eliana Moura 

se um dia fui,//agora estou//diferente do que você sonhou//Não, não lamento.
nem sei se sou//só, vou e vôo//rumo ao horizonte//Fico por aqui.
o amanhã é tão distante//...pra levantar certezas//vivo cada instante//-e por inteiro. 



Sem penhor//Tua jóia//Arrematei//Novamente//Por doação
Eliana Mora//Lílian Maial//Eliana Mora//Lílian Maial//dasnuvens 

amor já empenhei//comprei e vendi//te dei até demais...//paguei acima do preço//você esgotou meu apreço.
o que nem tinha.//hoje a palavra é outra//e descobri, que//embora o coração negue, eu sei//sentimento não se economiza
agora busco resgatar o meu valor//...cautela!//O santo-certo dia - se rebela!!//...perdôo tua dívida.//porém não dôo mais meu amor. 



Matinê Vesperal
Linda Maria Aila

Bala de canela//cheiro de alfazema
E ela//nos lençóis
Par perfeito//dupla sessão da tarde... 



Deserta Estagnada Na tranca da vida
Lílian Maial Angela Bretas Marcelo Marinho

ampulheta de dentro//mutilada por fora//com o choro entalado
prisioneira do tempo//parasita das horas//sofrimento calado
conta cada grão//esquece de ir embora//na clausura da inércia 



Angústia Quase arte
Aila Magalhães Eliana Mora

tanto mar//nuvem tombada em azul
e eu aqui//intenso raio de lua
sem cais...//nervos de cristal, caída, nua. 



Na aurora Do teu sofrimento Intuo
Eliana Judith Eliana

calculo//diariamente//gota a gota
a quantas horas-luz//de escuridão//e alma louca
estás de mim//sem mim//:extrema nudez a carregar. 



Tempetuosas Recordações
Angela Bretas Antonio Carlos Menezes 

Meus poros deságuam//Noite de tempestade:
soluçando trovejam//raios e trovões...
Em forma de chuva...//Chega-me saudade. 



Recordações Tempetuosas Saudades
Antonio Carlos Menezes Angela Bretas Marcelo Marques 

Noite de tempestade://Meus poros desaguam//gotas e gritos...
raios e trovões...//soluçando trovejam//suores e sons...
Chega-me saudade.//Em forma de chuva...//e secos silêncios. 



Espia // A menina
Beto Quelhas Juci

na fresta da vida//ainda precoce
na fenda escondida//olhinhos de luz observa
as brechas do amor//gerando seus sonhos 



Disponível // Para amar
Anthero Monteiro// Juci

fosses árvore//multiplicaria galhos,
terias chão no meu peito//e seiva, alimento
para a tua raiz//fertilidade por gerações 



Deus Apaixonado // O Grande Pintor
Bel Tuca Marcelo Marques

Acordou ins (pirado),//o (e)terno Artista,//Chorou, lavando o céu
coloriu todas as árvores//pincelou cada flor,//Fez nascer um arco-íris
da minha rua.//para o olhar de todos//sobre Suas criações. 



Intento musical // E Romântico // Do meu desejo // Infinito em nós
fran El mar fran

te encantar,//com a magia do condão//cativar tua alma.//Para sempre...
antes de poder//vibrar em tons desconhecidos//na percussão do meu desejo// ...Eternamente...
tocar-te.//Desenhar em ti minha paixão.//em notas musicais.//...até um dia 



Quase nada... Poucas palavras...
Aila Magalhães Oswaldo Martins 

Poucas palavras//Quando entrecortadas...
uma canção... //Num momento entrelaçadas...:
assim é feito um adeus.//Separações traçadas! 




Momentos há Quando me conformo Que perco espaço meu
Eliana Mora Jusouza Eliana Mora 

em que penso arrancar//um por um//seiva por seiva
tudo de mim que sonha//sonhos bons//temas, anseios
[e assim voltar a respirar]//a nada esperar//: movendo-me em sons alheios. 



No Jardim // Paradisíaco
Eliana Mora // Angela Bretas 

Olhos de tigre e dentes-de-leão//brincavam de amor-perfeito
disputavam//as onze-horas
os brincos-de-princesa//na relva molhada... 



Defesa //(Im)própria
Tuca // Eliana Mora 

Se sou culpada,//aviso que não sublimei.
tenho um álibi://em meu ventre há um segredo:
a menina que mora em mim.//Um ser ousado, sem máscara - e sem medo. 



Meu pecado // Induzido // Sonhado
Antonio Carlos Menezes // Marilda Confortin // Angela Bretas 

...outra noite,encontrei-te nua,//fingia que dormia//não acreditei,
deslumbrante como a lua...//insinuava fantasias//chamavas por mim,
inquietando os meus versos//possuída de amor//... acordei
Movimento Poetrix
Enviado por Movimento Poetrix em 25/11/2006
Reeditado em 21/04/2011
Código do texto: T301234
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (AOS AUTORES). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Movimento Poetrix
Salvador - Bahia - Brasil, 51 anos
90 textos (61578 leituras)
8 e-livros (3492 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:38)
Movimento Poetrix

Site do Escritor