Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pira de sacrifícios


Não há estrelas que não chorem comigo esta noite,
não há mais dias que eu queira amanhecer...
Atracada nesse porto
donde não  posso mais ver as calmarias da face espelhada do oceano...
Cá onde a brisa chega fria...e não tenho beijos de luar...a fumaça engoliu os meus raios prateados...os astros e suas caudas brilhantes...
morro a míngua sem provar
os primeiros raios de sol...sem as linhas quebradas dos arranha-céus...
Tombo solene na terra úmida...pelo orvalho das manhãs solitárias...
não me verão as estrelas do amanhã...
não sibilarão nos meus ouvidos os navios que partem sem despedida...
Há festejos de anjos...
e castigos pronto na pira
de sacrifícios...
selo meu coração nas minhas poesias que transcrevo em meu diário
de confissões secretas...
Fecho as portas da saudade que açoita minhas
lembranças tortas...
e sonho com a eternidade...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 17/04/2005
Código do texto: T11801

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55633 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:46)
Angélica Teresa Almstadter