Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

'SÓ SEI QUE NADA SEI'

“Só sei que nada sei” (Sócrates)

Primeiro direi que adoramos desdizer. Sempre nos achamos acima do que já foi dito. Freud explicaria? Ouvi a frase mais famosa do filósofo grego quando fazia o primeiro ano do Curso Clássico, mas sempre a estranhei, apesar da enorme aceitação e aprovação do conteúdo de tal sentença.
“Só sei que nada sei” ficou martelando em meu cérebro. Até agora não me conformo com a ideia socrática. Fico matutando, revirando a pequena frase pelo avesso, tentando pela filosofia, pela lógica, pela objetividade lingüística. Só que a objetividade lingüística não é bem o prato preferido da filosofia.
A vida passando e eu tentando filosofar sobre o fato de eu saber que nada sei.  Como é possível nada saber se sei? As explicações de meus professores foram filosóficas demais e não consigo engolir, não que nada saiba, mas que saiba que nada sei. E como sei se nada sei? Queria mesmo era que Sócrates fosse vivo e me explicasse o fenômeno de saber algo já que declaro nada saber.
Eu sou um sujeito que sabe uma coisa e esta coisa é que nada sei. Então, sei uma coisa: que nada sei. E em sabendo que nada sei, logicamente sei que nada sei. Pelo menos isto eu sei
Se sei que não sei, poderia dizer que nada sei?
Preciso resolver essa questão que me aflige. Mas não sei. Só sei que não sei. Só sei que não sei é diferente de “Só sei que nada sei?”.
Só sei que não sei indica uma certeza, a de que tenho consciência da minha incapacidade de resolver a questão que me aflige. “Só sei que nada sei” seria a consciência de saber que nada sabia Sócrates a não ser que disto sabia? Não sei. Se você que me lê o sabe, por favor, me explique convincentemente que alguém pode saber algo e ao mesmo tempo nada saber.
TÂNIAMENESES
Enviado por TÂNIAMENESES em 10/12/2008
Reeditado em 11/12/2008
Código do texto: T1327652
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TÂNIAMENESES
Aracaju - Sergipe - Brasil, 66 anos
1675 textos (159462 leituras)
1 áudios (99 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/12/14 09:21)
TÂNIAMENESES



Rádio Poética