Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma romântica cinquentona

Nem é muito o que eu peço, nem é mais do que eu mereça...apenas um pouco do que preciso.
Tantos foram os invernos sem abraços à me aquecer, tantas foram as noites sem sonhos para sonhar.
Em cada quarto de hora onde verti meus olhares,
muitas vezes molhados; deixei o gosto adocicado
das minhas lágrimas. Deixei a marca dos meus poetares silenciosos pingando em gotas quentes, vezes tantas, em páginas frias.
Deixei rolar em cada dia, em cada estação, um pouco da minha emoção, dividi meus espaços e meus desejos, mesmos os tolos, com quem se assentou para beber comigo, na mesma taça.
Assim, não preciso mais, de muito, alcancei meio
século com os passos ainda elegantes, o corpo
ainda em alvoroço pela vida que pulsa forte.
Cinqüentona, resolvida com o corpo, sem traumas e sem neuras com a balança, amiga do espelho e da moda; porque faço eu, a minha moda.
Cinqüentona sim senhor, com muita honra,
alegre e irreverente, pronta para estender as mãos, e com as mãos prontas para receber outras mãos.
Romântica por excelência, quero da vida os sorrisos que não ganhei, quero os sonhos que não vivi, quero muito pouco, mas quero inteiro,
quero pouco, mas com qualidade,
quero viver, a minha felicidade.
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 06/05/2005
Código do texto: T15067

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55629 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:10)
Angélica Teresa Almstadter