Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FORMIDÁVEL


O incenso da fumaça azul
E o respirar profundo, também
Havia cobras turvas
No frescor da claridade
E o céu era magoado, talvez

Mas essa névoa que voava preenchia um vazio
Era do respirar um penetrante
E tão puro perfume
Que nos cachos os minutos se aprofundavam
Pelos cabelos de anjo que me inebriaram

Quem diria... um mar de suspiros
Eram flores tais caprichos
Safiras que via em teu pescoço
Dançavam como loucas
Encantando e embalando
O mais precioso passaporte
Aquele que selou
A nossa sorte

Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 09/06/2006
Código do texto: T172196
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
909 textos (30712 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:16)
Miguel Eduardo Gonçalves