Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meditação...

Quando era miúda, como frequentava um Colégio de freiras,denominado Teresiano,incitavam-nos à reflexão, ao que vulgarmente se chama "acto de contrição"( e como este se tornou nevrálgico na minha vidinha!).E todos os dias, lá fazia eu o "mea culpa Senhor", atingindo laivos de insensata perseguição ao meu ego que se delineava...castrado, castradinho pela água benta dos ajuizados,punidores,escravos do Senhor!
Fiz-me mulher e então pela experiência de vida comecei a valorizar a liberdade...de pensar especialmente!Ora se temos um cérebro há que usá-lo e abusá-lo...de forma equilibrada e harmoniosa!E assim comecei a fazer, afastando-me das beatices hipocondríacas de todos que em nome de Deus castigavam qualquer ser que só queria ser feliz!Valha-nos Deus!Como ficam as mentes desta gente que se deixa absorver, sem filtrar, pelos ditames obsoletos da Santa Madre Igreja!Mas, que a erva ruim que daí advém prolifera, prolifera, não tenhamos dúvidas!
De dia parecem de bem com todos,e (Mas à noite, as insónias repisam os remorsos da sua hediondez!Não tenham dúvidas...)mascaram-se de donos da verdade, de santos, de sublimes e verdadeiros, quando as suas mentes são execráveis!Benza-os Deus!
Posto isto incito à meditação, num sítio sereno, onde a paz seja uma constante, sob um som por exemplo dos Yes, no album"Magnification"..."Don't be so cruel hurting yoursel" e por aí adiante, aliando-se o som à palavra, num todo resplandecente!Precisamos desses momentos para nos tornarmos sobreviventes, por entre tanta injustiça, pequenez mental,comodismo e hipocrisia...transem de horrores os acusadores, tal qual os fariseus que acusaram Cristo de usar o Amor como palavra de união!Para evitarmos esta matança diária dos nossos neurónios,para evitarmos estes insultos cínicos e burlescos, estas "increnças"e melindres grotescos, até de quem diz amar-nos muito, nada como a meditação, no sentido de despoluir o veneno que nos fustiga a razão e o espírito, ao ponto de não sabermos já o que é verdade e o que é mentira!Não, não podemos entregar-nos a esta pseudo acusação de quem se julga melhor do que os outros...porque já parte de um mau princípio...eu evolui assim, aprendendo a meditar, separando o trigo de joio, disciplinando-me sem destruir-me...e quando dizem que sou fraca, eu rio com os olhos da alma,porque quem o é,é quem o chama...e nunca podemos avaliar o todo pela parte...digam então comigo"The spirit Of survival/to magnify the soul/.../to magnify the love"...com muita crença,com muita força,com muita vontade de sermos felizes, já aqui, no PLaneta Azulão!
Harmoniae
Enviado por Harmoniae em 20/05/2005
Código do texto: T18257
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Harmoniae
Portugal, 50 anos
75 textos (7757 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:43)
Harmoniae