Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hexadecepcionada!

 
Brasil de ressaca, uma ressaca brava, lá fora está tudo cinza, nem o sol querendo dar as caras, talvez ele também esteja envergonhado pelo fiasco que a badalada seleção aprontou na Alemanha.
Eu ia caminhar na lagoa como faço todo domingo, mas bateu uma deprè, meu Deus iría ver meus amigos e parceiros de domingo de cabeça baixa; eles, que como eu vão caminhar usando a camisa do Brasil cheio de orgulho, alguns de bandana com motivos da nossa bandeira e até cachorros à caráter. Não me animei, depois de ter esperado tanto que o Brasil finalmente jogasse futebol, porque rigorosamente ele não jogou nada; talvez um pouquinho contra a o Japão e só, o resto ganhou porque os adversários não foram lá essas coisas.
Amanheci com um gosto amargo de derrota, mas não uma derrota como a 82 por exemplo, quando o Brasil comandado por  Telê Santana jogou muito, encheu os nossos olhos e nossa alma com aquele futebol que nos é característico, bonito, e não levou. O gosto da derrota dessa vez é muito pior, porque até o rei Pelé afirmou que perderíamos pra França, e todo mundo caiu de pau em cima dele, mas ele estava certo, só com a camisa ninguém ganha.
A minha cabeça não consegue assimilar o que um time com tantos jogares craques faz numa copa, que não joga! Saudades de jogadores de peito e de raça como a Seleção de 70, quando os craques chamavam a responsabilidade pra si, e não ficavam dando voltas no gramado esperando que o técnico acordasse para o que acontecia lá dentro.
Me assusta ver que mesmo com tantos jogares bons de bola, o Brasil caiu de quatro em campo, ficou amedrontado contra a França, assistindo pacificamente o passeio dos franceses comandados por Zinedine Zidane ( coroa também!) e o Parreira de braços cruzados sem esboçar a menor reação! Que diferença do Felipão, que com um time limitado sem o seu melhor jogador ficou o tempo todo incentivando, motivando os jogadores. A passividade do Parreira me irritou profundamente, aliás eu já não confiava nele, não gostei da sua convocação.
Felipe Scolari, esse é o nome, sabemos que Portugal pode até não chegar, porque é quase impossível pra eles ganharem da França, ainda mais agora embalada depois desse passeio sobre o Brasil, mas pode ter certeza que Portugal vai ter a torcida mais amorosa do mundo porque enche nossos olhos ver um time comandado pelo Felipão. Ele que não teve medo de sacar o Cristiano Ronaldo, quando seu ego estava inflado, que tirou o Figo, sem se preocupar com o que ele ia pensar ou a torcida, ele que mesmo sem o Deco, peça importante na sua seleção, manteve o time unido e com garra para dar o sangue até o final. Uma seleção comandada por um técnico que sabe unir os jogadores e estimula-os a buscar seus objetivos.
Mais do que tristeza, eu estou me sentindo como todos os brasileiros, decepcionada, e com raiva, não era o Parreira que a gente queria lá. Teoricamente tínhamos a melhor seleção, apesar dos 95 k do Ronaldo, dos 34 anos do Cafú e dos 33 do Roberto Carlos, faltou coragem ao Parreira pra sacar do time os que não estavam rendendo e botar sangue novo pra correr atrás daquilo que fomos buscar.
Faltou amor a camisa, faltou paixão, não vi um Ronaldinho Gaúcho sorridente em campo, não vi garra, não vi futebol....o Brasil foi lá para o Ronaldo ganhar o record de gols numa copa,  para o Cafú bater o record de horas jogadas numa copa e outras coisas....menos pra jogar futebol!!!

Lembram 94? Ele era o técnico e como nós sofremos! Mas nós tínhamos um Homem, Romário, que chamou pra si a responsabilidade, dessa vez não tinha esse Homem!
 
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 02/07/2006
Reeditado em 03/07/2006
Código do texto: T186103

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55639 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:31)
Angélica Teresa Almstadter