Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bem-Vinda ao mundo real II

Bem-vinda ao mundo onde se acorda cedo todos os dias para trabalhar, tendo ou não dormido...
Onde as pessoas estão sempre esperando que você seja prático e não sonhador...
Bem-vinda ao mundo real, onde as pessoas querem ver as coisas acontecerem "ontem" e não esperam você  fantasiar...
Bem-vinda ao mundo onde as pessoas te telefonam, até te procuram...mas não têm tempo ou paciência para te ouvirem...
Bem-vinda ao mundo real, onde as pessoas também viraram máquinas...
Onde se corre atrás do vil metal da hora que se acorda até a hora de dormir...
Bem-vinda ao mundo real, onde os rostos existem, e podem ser tocados, onde os abraços existem ainda que se demore pra encontrar esses braços...
Bem-vinda ao mundo real, onde se pode sentar num barzinho qualquer em algum lugar e olho no olho falar com quem te pode e quer escutar...
Ao mundo onde os cheiros fazem a diferença...assim como os gestos e as palavras...
Bem-vinda ao mundo real, ao som de telefones e buzinas de carros...de barulhos de motos...sirenes e vozerios...
Ao mundo onde tem broncas e cara feias...palavrões...acusações e pouca tolerância...
Bem-vinda ao mundo real onde nem sempre a gente é chamada de querida...
onde as pessoas se acham donas das nossas vontades...
Bem-vinda ao mundo real mesmo, onde não tem sonho que resista...quando o mes fecha e as contas não batem...
Onde não há sonho para se sonhar quando não há perfumes e sim odores...
Onde sobra espaço no leito e na mesa...
Bem-vinda ao mundo onde o inverno é real, e não só um motivo pra se fazer poesia...
Onde as folhas realmente caem e os dias ficam cinzas...e não é nada romântico...
Bem-vinda ao mundo real, de cara lavada e pronta pra encarar cada dia...como uma rotina que nunca termina...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 03/06/2005
Código do texto: T21751

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55634 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:00)
Angélica Teresa Almstadter