Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desventuras em série.

venha que eu te quero!!!
todo dia eu espero, te ver na janela...
janela de casa, barraco ou galpão...
cheio de traça, que rói e destrói.
destrói a esperança, de ver uma criança
saudável e feliz.
Vejo na rua, uma verdade bem crua...
vendendo pedindo.
Pedindo carinho, só um pouquinho
já é suficiente...

Porque sua vida lhe foi tão ingrata!!!
negando o direito de ter mesa farta,
um pouco de pão, salada e feijão...
nem precisa de mesa...
se come sentado no chão...

gente má e egoísta,
se sente artista se sente um rei.
coração de pedra de ferro não arrisca
todo ano se alista...
pedindo carente,
dizendo ser gente!!!
gente que escuta e ajuda...
trazendo comida pro prato vazio!

são lobos ferrozes, não  creiam nessa gente!!!
querem somente seu voto e pronto!!!
Depois te esqueçe!
Lembrando somente na próxima eleição!!!!


 
Esso é meu manifesto de revolta, me nego a entrar neste estado latimável de coisas...nossos governantes, perderam a vergonha, ou melhor nunca tiveram...desde a era Dom João ou  Dom, qqer coisa. Que roubavam nossas riquezas, como ouro e paul brasil..nossa política é egoísta e omissa...
precisamos dar um basta!!! chega de brincarem conosco, somos brasileiros e amamos...nosso PAÌS!!!! Amamos nossa gente!!!




Benê Bronze dos Santos
Enviado por Benê Bronze dos Santos em 15/09/2006
Reeditado em 24/09/2006
Código do texto: T241207
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Benê Bronze dos Santos
São Paulo - São Paulo - Brasil, 55 anos
8 textos (689 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:58)
Benê Bronze dos Santos