Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PODER ABSOLUTO: Cap. 7 - Paixão em Samoel

Intrigante é a paixão de Samoel pelos animais. Muito além de sua habilidade nos negócios, revela-se em Samoel um fascínio desmedido por cães e cavalos. Quando Samoel não está envolvido nos seus negócios, ele mergulha num mundo à parte da racionalidade humana. Dedica especial afinidade ao adestramento de cães e cavalos. Esse é um exercício que lhe completa a alma de felicidade, pois é um momento sublime em sua vida interior. Sua dedicação à criação de cavalos de linhagens selecionadas, lhe serve de observação da reprodução da vida através da continuidade genética. Mas é especialmente na educação de seus cães que Samoel se realiza. Samoel treina seus animais pelo mais puro prazer. Em seu centro de treinamento, produz tanto guardas leais, como guias econômicos e fiéis. Em sua estratégia de ensino, costuma adotar palavras e atitudes de carinho e amor incondicional aos seus animais, que lhe correspondem numa fidelidade que aos olhos dos seres humanos, torna-se algo como que incompreensível. Algo que foge à racionalidade primata do homem.

Afinal, como é possível uma lealdade tão irracional à comandos tão simétricamente racionais?

Para Samoel, não se trata de uma atividade comercial, apesar de que também daí obtenha lucros financeiros. Aliás, parece que a Samoel, tudo se reverte em "lucros" e tudo envolve e fascina aos que o partilham com cuidado. O firme olhar que dedica às pessoas, as formas com que se relaciona com todos, sejam os amigos ou seus parceiros de negócios, enfim, com tudo e todos que o cercam. Parece haver uma energia oculta a protegê-lo das intempéries e incompreensões. Algo maior que um carisma pessoal.
Em toda a sua vida Samoel se dedicou a convivência com os animais, e seus filhos cresceram observando suas atividades. Ao que parece, muito do que são parece advir dessas observações que acostumaram a testemunhar desde pequenos, enquanto suas personalidades se formavam. Viram Samoel exercitando a paciência, a técnica e a coragem, o carinho e o amor por seres que não compreendem outra linguagem que não a da atenção. O que parece é que as pessoas que têm o privilégio de conviver com Samoel, lhes foi concedido um mistério que as envolve e as seduz. Uma espécie de sonho que dá cor à vida e a existência.

E é como uma tatuagem que seu filho Juca traz impressa através dos seus olhos. Ele lembra o dia em que ganhou seu primeiro cãozinho. Era um filhote da raça Fila. Lembra, a reação de sua mãe Beatriz censurando o pai por presentear o filho com um animal que, para ela, poderia ser uma ameaça a integridade do filho. Afinal, cães Fila são animais, que apesar de extremamente carinhosos quando filhotes, quando crescem tornam-se animais enormes, ferozes e perigosos. Mas Juca havia ficado muito feliz e seu pai havia dito que se ele fosse sempre firme e corajoso, nunca deixando de dispensar atitudes de carinho e amor, o cão aprenderia a respeitar sua autoridade com segurança e lealdade. Uma vez que adestrados, tornam-se animais fascinantes, que além de protegerem seus donos em qualquer circunstância, servem de verdadeiros amuletos representativos do poder da razão sobre a emoção, não só pelo tamanho e imponência com que se portam, mas principalmente pela autoridade que o amor e a coragem conferem.
Na verdade, o ato de obter obediência e lealdade de animais tão temidos pelos leigos, e ao se utilizar apenas de amor e atenção, carinho, expressões e pouquíssima linguagem, é um exemplo prático que Samoel proporcionou na formação de seus filhos, de um poder que, apesar de oculto, é também transparente aos olhos dos iniciados, dos esclarecidos.  Esses ensinamentos silenciosos, absorvidos através da simples observação e repetição, deram a Juca e Lila uma confiança serena de que com paciência e determinação é possível dominar e vencer qualquer incompreensão. Qualquer irracionalidade.
Hector Di Leon
Enviado por Hector Di Leon em 26/10/2006
Código do texto: T274133

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Hector Di Léon in Poder Absoluto 1958-2007). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hector Di Leon
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
9 textos (645 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:37)
Hector Di Leon