Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DELITOS DA CARNE


DELITOS DA CARNE

Acama vaza, extravasa, não suporta
A carga sobre humana dessa hora
O momento que precede é mais,
Maior, melhor do que o que antecede

Escorre em gotas de suor bendito
O teu amor pelo meu corpo estendido
Entregue, exausto, pleno e concluído
Que se mostra todo, nada escondido

Minha nudez complexa me espanta
Ainda coberta pelas tuas mãos
Sinto a pele, o sexo, a alma...
Numa loucura que mais nada acalma

Como te quero, te procuro, te espero,
Risco meu disco, continuo nessa rima
E repetirei enquanto não tiver sua estima
Porque meu querer é sem medida

Quero seu gozo, seu suor, sua saliva,
Sentir os seus fluídos na minha carne
Delitos de prazer sem crime ou pena
Quero-te assim...Nua e plena !
JUNO
Enviado por JUNO em 30/11/2006
Código do texto: T305492
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
JUNO
Mairinque - São Paulo - Brasil, 48 anos
45 textos (2018 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:17)
JUNO