Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acordei para o Amor!

"Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure."
*Soneto da Fidelidade - Vinicius de Moraes*


Se é verdade que o amor não tem hora nem data certa para acontecer... então estejamos preparados porque ele pode estar ao nosso lado, nos olhando e nos convidando para um encontro com nós mesmos, com nossos medos, com nossos sonhos e nossas fantasias. Ele pode estar na face daquele encontro silencioso dos olhares que a nossa agenda neurótica não nos permite ver além dos horários pré-estabelecidos. E se não tá na agenda, fica para a próxima vez, e o problema começa quando a próxima vez, não mais tiver vez na agenda do amor. E o amor é assim mesmo, é como uma obra inacabada, indefinida, uma eterna página em construção. Página essa, escrita entre risos e dores, no descompasso cronológico da vida.

Hoje acordei disposta a (re)escrever minhas páginas, com as tintas da esperança e do desejo de mudança. Fiquei pensando se, na minha ânsia de procurar o amor... não o deixei passar de lado, se não me perdi no olhar da rotina, se não esqueci de olhar nos olhos de quem me procurava ou mesmo se não esqueci de sorrir para a oportunidade que se apresentava vestida de aventura. Acordei com um sussuro da vida, me dizendo: “Ei garota! Acorda...estou te esperando lá fora.”

Não quero me perder no comércio das promessas. Quero me doar sem esperar o troco; me perder sem o compromisso de me encontrar nas convenções sociais; quero deixar o amor acontecer, falar... sem programação definida, sem o tal planejamente estratégico, sem tantos controles dos custos das dores.

Quero viver o hoje e amanhã... Ah! amanhã eu pensarei no amanhã. Hoje, quero dançar num ritual de boas vindas ao que vai chegar. Quero o riso do palhaço, o verso do poeta; quero aquele tango interrompido no meio do salão; aquele vinho envelhecido pela saudade do ainda não vivido; quero a alegria do inesperado, o luar compartilhado, o segredo sussurrado, o beijo roubado, o amor recém-chegado.

Quero apenas amar! Não Precisa durar a vida inteira...mas que o momento de sua existência, possa valer por toda uma vida. Que não se dissolva na poeira do esquecimento, mas se solidifique na terra coração. Que seja vida, que seja luz e, que seja simplesmente amor.

09 de julho de 05 – 12:14am



Inspirado no filme “Antes do Amanhecer” – Título Original: Before Sunrise (EUA-1995) – Richard Linklater. Uma cidade: Viena. Um encontro casual e o inevitável acontece: Explode a Paixão...Nasce o Amor. E tudo... “Antes do Amanhecer”.
Sandra Mara
Enviado por Sandra Mara em 09/07/2005
Reeditado em 07/02/2008
Código do texto: T32419

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Mara
Estados Unidos
84 textos (12087 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:47)
Sandra Mara