Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Monólogo de Solidão


Amor... Trabalho... Problemas... Tudo uma loucura... A vida se vai... O companheirismo fica... Adormecido... E olha a prova... Hoje estou enterrada em minhas amarguras... Quero abraçar a todos que amo... E quem me abraça?...
O vento gelado e as lágrimas quentes, que cortam meu rosto... E esta minha solidão... Que me espanta... E me faz pensar que a felicidade nunca chegará... E assim... A cada dia... Vai se prolongando minha história... E as páginas somente sentirão falta de minhas mãos trêmulas quando terminar a vida... E a tinta desbotada irá florescer as lembranças daqueles que um dia não se deram conta do quanto eu os amei e o quanto desejei ser feliz ao lado deles... E um novo tinteiro será aberto... E cada um terá seu álibi... Mas nem todos terão coragem para descrever seus sentimentos... Não haverá no céu uma estrela guia... Estará sobre o poder da terra... E sob a terra... Irá se identificar através de uma cruz abandonada... Esquecida... Num túmulo sem flores e sem vida.


   Branca Tirollo









limaodoce
Enviado por limaodoce em 28/09/2005
Reeditado em 29/11/2008
Código do texto: T54579
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
limaodoce
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
147 textos (10354 leituras)
4 áudios (215 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:22)
limaodoce