Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PERDÃO

PERDÃO

Perdoa esse meu desatino,
que me põe em desalinho,
Se passei da medida
e errei a saída,
Perdoa esse mal hábito
de habitar seus espaços,
não respeitar o limite,
Por todas as vezes
Que beijei tua boca
de olhos fechados,
pra não ver a verdade,
pelos abraços vazios,
que prenderam espaços,
repletos dos meus desvarios,
Perdão por te fazer amor,
com tanta loucura,
e nessa louca procura
das minhas vontades
buscando as tuas,
por transformar
em prólogo o nosso
epílogo,
E te transformar,
num doce vício,
Perdoa
Se ainda puder
a minha alma de mulher
que só quis
Amar você
JUNO
Enviado por JUNO em 01/10/2007
Código do texto: T675606
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
JUNO
Mairinque - São Paulo - Brasil, 49 anos
45 textos (2030 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:37)
JUNO