Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

T.O.C

Meu coração paranóico

Tenta correr pelas costelas, transtornado

Meio abstinência, meio cansaço

O dilema de não parar, a obrigação. A melancolia da contradição. Euforia contraditória do tesão. O cigarrinho clichê. Taças e taças de veneno anti-insônia, transtornos-obsessivos-compulsivos, o dia-a-dia.

A farsa toda.

Extremidades. Do corpo, da alma, da mente. Picos, profundidades, planaltos, planícies.

Reflexos projetados por frustrações. A estética pantomina do irrealizável. O gemido orgásmico, um grito fora do tom. Uma nostalgia, o pesadelo de uma tarde que não terminou.

Toneladas e toneladas e toneladas de frisson. Lentes escuras, olhos que lacrimejam lindastristeslembranças e anseios, receios.

Tá bom.
marvin rosa
Enviado por marvin rosa em 20/10/2007
Reeditado em 20/10/2007
Código do texto: T702719

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
marvin rosa
Santa Isabel - São Paulo - Brasil, 29 anos
204 textos (10939 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 16:07)
marvin rosa