Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHO (ensaio)

SONHO
E a realidade se esfumaça
Opaca, a paisagem se transforma
Enquanto tudo dorme em torno
A tez da fisionomia muda
Como num espelho ondulado
Mas como todos dormem também
Agora sou já no sonho acordado
E vivo onde apenas os sonhos vivem
E não preciso mais cantar a angústia, a miséria
E nem toda a tristeza sem fim desta terra
Porque sinto o fogo da paixão eterno
Vejo as crianças como há cinqüenta anos
As meninas que namorei não envelheceram
E nessa atmosfera sagrada do meu ser
Tanto mais acerto quanto mais me impregno
Me imbuo, do meu não-ser
Para escrever somente o belo
Mesmo que de loucuras
Em devaneio

Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 18/11/2005
Reeditado em 21/11/2005
Código do texto: T73095
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
909 textos (30688 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:26)
Miguel Eduardo Gonçalves