Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ambição pelo crescimento econômico e o bem-estar da humanidade.

O grande impasse do ser humano contemporâneo é a ambição. Isso tem ocasionado-lhe drásticas conseqüências em suas relações sociais, econômicas e provocado a deterioração de diversos ecossistemas naturais, pondo em risco a permanência da humanidade na Terra. Nessa acepção, ser ambicioso se torna um meio de conduta irracional e puramente egoísta, em razão da despreocupação com os recursos ambientais indispensáveis à vida humana e que são focos da exploração desenfreada dos interesses capitalistas.
No entanto, não é somente essa exploração dos recursos naturais a principal causa da destruição da natureza, mas também os métodos utilizados pelo homem para aplicá-los no seu cotidiano – vários deles, em si, já são poluentes. Com isso, é premente uma conscientização humana, com a adoção de medidas ecologicamente benéficas para o uso e para a preservação da natureza, de modo que, dessa maneira, seja possível a existência equilibrada do ser humano com o meio ambiente. Isso é o que também propõem os ambientalistas. Porém, a hipocrisia humana e a ambição por crescentes índices econômicos obtidos a partir da devastação dos ecossistemas naturais estão sempre acima dos constantes alertas de ecologistas e estudiosos.
Assim, nota-se a necessidade de uma inversão dos métodos capitalistas e da conduta do ser diante desse sistema e a urgência de pôr realmente em prática as medidas adotadas e propostas por organizações nacionais e mundiais, como as das ONG’s de cunho ambiental, da ONU e, até mesmo, da Igreja Católica. O fato de as conseqüências dessa irracionalidade poder extinguir a raça humana é inquestionável. Contudo, prevê-se que essa extinção não esteja próxima, e, por conseguinte, o homem permanece na porfia maneira errônea de exploração e utilização dos recursos naturais. Não é mais aceitável que essas atitudes sejam levadas adiante; as reações naturais – como terremotos, inundações, aquecimento da temperatura – já são notórias.
Dessa forma, vê-se que é urgente uma reavaliação da conduta do ser em face aos interesses individuais e econômicos. É preciso manter o bem-estar das gerações futuras, e, para isso, é indispensável que o homem contemporâneo adote medidas menos ambiciosas, menos egoístas e de preservação da natureza. Apenas assim é possível manter a existência da raça humana na Terra.

    Alexandre J. Nobre.
Alexandre Nobre
Enviado por Alexandre Nobre em 16/11/2007
Reeditado em 23/11/2007
Código do texto: T739728

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Alexandre J. Nobre). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Nobre
Maceió - Alagoas - Brasil, 29 anos
7 textos (659 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 20:29)
Alexandre Nobre