Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escolhas

 
São os dias que te fazem apressado, são as horas poucas que te fazem tão cruel...sei dos teus desacertos dos teus poucos desencontros amistosos, mas de mim sabes tão pouco...ou pensas que sabe...
Ante meus olhares confusos e abstratos a vida corre vertiginosamente e sem que o teu ou meu controle se manifestem...tudo estará acabado...para sempre...
Desce desse altar, dessa arrogância que te faz imaginar um deus e descobrirá no meio dos mortais a vida atraente e repleta de pequenas manifestações que modificam o nosso caminhar pelo dia...descobrirá que pequenos gestos e palavras ditas nas horas certas, podem até salvar vidas...
Não creia que o mundo existe para que nele só teus desejos sejam leis, nem as tuas gargalhadas nervosas podem te salvar dessa frustração...não encontrará braços a tua espera e nem fartas palavras de aconchego te embalarão os momentos de solidão...
O teu silêncio te basta e o meu silêncio me completa, na medida que os dias se estendem e as noites prometem esperas...São doces as lembranças, e rasgadas as esperanças, mas nenhuma porta se abriu ou se abrirá pelo vale das promessas e dos sonhos...não se conjuga verbos que não se conhece, não se planta sementes que nunca se teve...
A vida é feita de escolhas...umas tantas certas e outras tantas sem prumo e sem cabimento, mas é na tentativa e erro que planejamos os nossos acertos e rumos. Em algum lugar haveremos de aportar...bom ou ruim, dependendo única e exclusivamente das tais escolhas, que em princípio não nos apontam se certo o errado, porque enganosos são os caminhos do coração...
Porém para grandes soluções, muitas prosas...para certezas...nenhuma dúvida...e para as dúvidas nenhuma certeza...
Na contramão do meu coração seguem teus projetos ambiciosos os teus deleites egoístas, enquanto a hora soa pelo alarme que desperta mas não se prende em laços...seguimos paralelamente, cada qual no seu mundo absorto...soltos nessa imensidão de solitários, cada vez mais e mais separados uns dos outros...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 26/03/2005
Código do texto: T7977

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 61 anos
1054 textos (55366 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/16 23:01)
Angélica Teresa Almstadter