Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Elementos da Cultura

        A Cultura abrange todos os atos da vida humana, tudo que o homem possa cultivar: pensamentos, sentimentos, hábitos, padrões de comportamento,  rituais, compreensão da existência, interpretação e expressão da realidade, apropriação e transformação dos recursos naturais, e muito mais. Assim, podemos afirmar que a Cultura é um processo dinâmico de transformação e desenvolvimento de um indivíduo, um grupo, um povo.

A Cultura compreende o conjunto das “criações do homem”, no decurso da História, em permanente tradição e transformação:

        a)artes plásticas, artes cênicas, música, li-teratura, ou seja, todas as formas materiais de expressão artística;

        b)crenças, mitos, filosofias, religiões, sistemas jurídicos, quer dizer, todo o patrimônio de idéias de uma época, de um povo.

        Podemos afirmar que a Cultura tem por objetivos:

a) aperfeiçoamento do ser humano, em todas as dimenções;

b) a satisfação pessoal das necessidades e tendências;

c)a valorização do respeito e dignidade nas relações humanas, inclusive a nível mundial, excluindo-se  assim todas as formas de preconceito e escravidão;

d)a democratização das conquistas em todos os setores da atividade humana;

e)a expressão da totalidade das características e condições de vida de um povo, permitindo a compreensão do passado (co-nhecimentos e experiências acumulados); a consciência do presente (através da apropriação e modificação deste legado); e a visão do futuro (objetivando a crescente conquista de uma melhor qualidade de vida).

Feitas estas considerações fundamentais podemos agora tecer outras para maior compreensão do significado de Cultura. Iniciamos com uma forma de expressão cultural, a música. As pessoas, mesmo não sendo compositoras ou intérpretes, são, com raras exceções, amantes da música. Cada uma tem suas preferências, seus próprios gostos. Umas preferem a sertaneja, outras a popular, e ainda outras, a erudita; ou, então, são ecléticas. Certas pessoas aprofundam-se na compreensão do seu gênero preferido, outras simplesmente a consomem sem qualquer consideração especial, pois lhes basta o simples prazer que a música proporciona. Enfim, obser-vamos que a música exerce um papel fundamental e fenomenal na formação cultural das pessoas.

Outro campo que se presta para profundas observações é o da gastronomia, onde é possível estudar as preferências de cada um e da comunidade inteira, seja  local, regional ou nacional. No nosso imenso país, podemos constatar diferenças marcantes nos hábitos alimentares das pessoas, de norte a sul. Assim, os costumes gastronômicos são claramente uma questão de cultura. Pessoas há que se alimentam simplesmente para “matar” a fome. Outras procuram sentir o máximo prazer no ato de comer. Outras ainda se preocupam basicamente com a qualidade e poder nutritivo dos alimentos, optando muitas vezes por uma dieta especial.  Outro aspecto observável é o de que o ato de comer, para muitos,  envolve sempre a família ou os amigos; para outros tantos, é um ato isolado. Por sua vez, pessoas há que dedicam um tempo considerável à alimentação, observando uma rigorosa etiqueta, transformando o  ato em um ritual sagrado. A seu turno, outras tantas comem às pressas, muitas vezes, em precárias condições, revelando hábitos grosseiros.

O campo dos relacionamentos humanos é fértil para nossas observações, no âmbito cultural. O grau de cultura das pessoas pode ser avaliado de conformidade com a qualidade dos relacionamentos desenvolvidos. Consoante a educação recebida desde a infância, as pessoas podem revelar-se poli-das, cordatas, respeitosas, cativantes, simpáticas. Outras, por sua vez, apresentam condutas incompatíveis com a boa educação. Nesta área é possível realizar pesquisas as mais diversas sobre hábitos de relacionamentos entre as pessoas, na própria família ou no círculo de amigos. Por exemplo, reuniões para tomar chá ou chimarrão, jogar cartas, ou simplesmente para conversar. Reuniões exclusivas de homens, ou somente de mulheres. Encontros formais ou reuniões descontraídas. Outro aspecto neste campo é o do respeito devotado aos mais idosos. Na China, por exemplo, à medida que se avança em idade, mais respeito se conquista. Já no mundo ocidental, muitas vezes observa-se o oposto: os idosos são relegados a um segundo plano, quase esquecidos. Mas já estão surgindo apreciáveis avanços no sentido de melhorar a qualidade de vida dos mais velhos, com programas de colocação destas pessoas em vários setores produtivos, ou em programas de lazer, recreação e turismo. Mesmo assim, o res-peito individual aos mais antigos deve ser enfatizado desde a infância, para que permaneça arraigado para sempre.

O setor das vestimentas é outro campo que se presta para observações importantes no estudo da questão cultural. Consoante o clima e a classe social, as roupas podem ser mais ou menos formais, mais ou menos sofisticadas. De uma maneira geral,  pode-se observar que o tipo de vestimenta mais prático, informal e confortável toma lugar das roupas de caráter formal. Por sua vez, enquanto uns, para sentir-se bem, com elevada auto-estima, precisam sempre estar de roupa nova, outros parecem andar bem com suas velhas roupagens.  E ainda podemos citar a ausência completa de vestimenta, é claro, nos campos de nudismo, em clima quente. Tudo é uma questão de cultura...

Do livro "A Arte de Viver"
Ramiro Sápiras
Enviado por Ramiro Sápiras em 23/12/2005
Código do texto: T89776
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ramiro Sápiras
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 76 anos
57 textos (192524 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:35)
Ramiro Sápiras