Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Minha Entrevista feita pela ELIANE GONÇALVES para o PORTAL CEN:

Entrevista feita pela ELIANE GONÇALVES para o PORTAL CEN:

"Uma honra trazer essa amiga e profissional que aprendi a amar e respeitar, 
por sua garra e determinação."

HOJE A MINHA CONVIDADA É....

Angela Lara

01- Como você se apresentaria? (Fale um pouco de você)
Bem, sou completamente voltada ao humanismo, sem frescuras, uma legítima pisciana.

02- Como você se tornou um poeta ou escritor?
Escrevo desde os onze anos, mas na verdade nunca me tornei uma poeta, ainda engatinho nas minhas tentativas de poemas.

03- O que é mais gratificante na arte de escrever?
A forma que um poema toma depois de pronto e a resposta que se tem dos leitores.

04- Qual é o seu estilo literário?
Não tenho estilo... me sinto mudar todos os dias.

05- Algum poeta ou escritor o influenciou na arte de escrever?
Não

06- Para escrever, como vem sua inspiração?
Vem de um momento, apenas.

07- Qual foi o momento mais gratificante ao se tornar um poeta ou escritor?
Na verdade não existiu um momento, pois todos os dias, ao receber uma resposta
dos meus escritos, me é gratificante como se fosse a primeira vez.

08- É possível se sentir realizado como poeta ou escritor?
É possível sentir-se melhor como ser humano quando se chega no coração das pessoas.

09- Você tem algum site pessoal? Blog? outros? (Fale um pouco)
Tenho sim e o meu Blig é como um diário... apenas isso. Também coloco poemas dos meus amigos e dos poetas inesquecíveis também.

10- A partir de qual momento você sentiu que gostaria de abraçar esta arte literária?
Desde que comecei a escrever aos onze anos.

11- Que "conselhos" você daria para quem está iniciando a carreira literária?
Digo que continuem, que escrevam sempre, que se aprimorem, que leiam muito, porque tudo vale a pena, no que refere-se às nossas paixões.

12- Quais são os seus dois maiores projetos pra 2005?
Ainda não tenho planos literários, mas futuramente gostaria de escrever uma auto biografia, toda a minha vida resumida em páginas de um livro.


11- Que poema você gostaria que fosse publicado nessa entrevista?
12- Poderia dizer como ele surgiu?
Esta poesia surgiu num momento que quiseram questionar os porquês de algumas palavras:


Não cale minha poesia...

Não cale minha poesia,
me tire tudo o que puder...
minha sanidade, minha paciência,
só não corte as asas do meu pensar...
Não cale minha poesia,
é ela que tantas vezes sacia
este coração doente,
que se finge de contente
só para não se entregar.
Não cale minha poesia,
pode levar minha senha,
meus anseios, meus sonhos,
só não acabe com as palavras
que a vida me empresta...
Não cale minha poesia,
ela é tudo o que tenho
e jamais quero perder.
Ela me escuta calada
e grita nas madrugadas
para que não me deixe morrer... 

http://www.portalcen.org/revistas/elo/007.htm

Angela Lara
Enviado por Angela Lara em 09/10/2005
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T58096
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angela Lara
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
1830 textos (247887 leituras)
53 e-livros (15732 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:24)
Angela Lara