Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

? ? ? Triste Partida ? ? ?

Como é triste partir, abandonar o cultivado e terreno fértil deixado para traz, como queria tomar outra decisão, como queria ser alguém especial, como queria ser o que sou.... nunca pensei em um dia tomar tal decisão, mas apenas estou agindo por amor.. amor no qual não consigo me deter... o tempo passou e agora como nunca ele se faz presente no meu coração, saudades me mataram, 10 anos se passaram e hoje aqui diante dessa maquina, choro...
Choro da tristeza de abandonar o que cultivamos de amor, choro de emoção por não mais ter comigo quem sempre amei, mas encontro sempre forças no sentimento mais puro que existe, o de saber que sempre os terei aqui dentro do meu coração, queria coragem para falar e gritar para que todos pudessem ouvir.. o quanto me dói ...
Derramo em lagrimas... não lagrima faciais...e sim as lagrimas do coração, correntezas intensas, de olhar para cada uma delas como se fosse a ultima vez... e saber que aqui fui feliz... saber que fiz alguém feliz... poder chorar quando chegar o momento, e deixar a tristeza invadir-me sem ninguém para me dizer.. “Não chores”...


“Pessoas vão e vem, amigos vem e ficam, pessoais especiais se eternizam.. e vocês compartilham comigo a dor do perder”.

Maiko V. Reis
Poema dos Enigmas
Enviado por Poema dos Enigmas em 04/04/2006
Código do texto: T133532
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poema dos Enigmas
Montalvânia - Minas Gerais - Brasil, 33 anos
24 textos (4337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:58)