Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SINTAXE : OBJETO DIRETO (ou indireto) PLEONÁSTICO


                                 (Apesar do nome pomposo - "objetos pleo-
násticos -, em verdade, trata-se de um assunto relativamente sim-
ples, conforme veremos a seguir).

                                 Quando falamos, em análise sintática,   de
OBJETO DIRETO, devemos lembrar, de imediato, de sua função
na oração : completar o sentido de um verbo  transitivo direto (=aquele verbo que, por não ter sentido completo, precisa de um complemento - no caso, o objeto direto - para completar esse seu sentido, como nestas duas situações :

                                 "Eu falei".
                  (Esta é uma frase verbal incompleta, porque QUEM FALA,  FALA ALGUMA COISA - e essa "alguma coisa", que repre-
sentará o objeto direto - não foi utilizado nesta (quase) frase)

                               Mas se a essa (quase) frase acrescentarmos
como complemento "A VERDADE" (formando "eu falei a verdade") aí já teremos uma frase verbal de sentido completo, porque ao verbo falar foi acrescentada uma informação necessária para seu complemento.
                                Neste caso,  "a  verdade" (que responde a pergunta : eu falei O QUÊ?)  , representa o objeto direto dessa frase/ oração.

                                Relembremos, agora, outra "ramificação"   do
objeto direto (sobre o quê, falamos recentemente num de nossos ar-
tigos) : objeto direto PREPOSICIONADO, que vem a ser o mesmo ob-
jeto direto, apenas (indevidamente) precedido de uma preposição. E
isso acontece em caso específico dos verbos "pegar", "sacar", "apa-
nhar", em frases do tipo ; "sacou Do revólver", "pegou Do telefone" ,
etc...em que são objetos diretos  PREPOSICIONADOS, respectivamen-
te : (d) O revólver, (d)O telefone.

                                Vejamos, por último, o objeto deste nosso
encontro : O OBJETO DIRETO PLEONÁSTICO.

                                Como já vimos no assunto "vícios de linguagem",  PLEONASMO é aquele tipo de erro ocorrido pelo emprego
de palavras ou expressões redundantes ou desnecessárias, como em :
subir PARA CIMA, descer PARA BAIXO, etc., etc.

                                Esse pleonasmo, no caso do OBJETO DIRETO
PLEONÁSTICO, ocorre quando, para complementar o sentido de um
verbo transitivo direto (já falamos sobre isso acima), usamos DOIS
OBJETOS DIRETOS. Neste caso, um deles estará representando   um
pleonasmo (obs.: se gramaticalmente falando, isso representaria um
"vício de linguagem", o mesmo não ocorre  no campo linguístico, quan-
do desejarmos destacar, enfatizar uma idéia contida no objeto direto.

                                VEJA NESTE EXEMPLO :

             "O ÔNIBUS eu O PEGUEI NO CENTRO DA CIDADE"

                                 Que palavra, nesta frase/oração estamos
querendo destacar ? Logicamente que é a palavra ÔNIBUS. E a prova
inconteste disso é que é "O ÔNIBUS" que inicia a frase - o que já de-
monstra a intenção de  ênfase que se quer dar a esse termo.

                                 Porém, na mesma  frase ("O ônibus....)     a
mesma palavra ÔNIBUS aparece, representada pelo pronome pessoal
do caso oblíquo (são eles : me, te, se, lhe, o, a, nos, vos, os, as,
lhes) "o" que nos remete à palavra ônibus.

                                 Ou seja : pela   possibilidade de tirarmos  es-
sa palavra "o" da frase sem alterar o sentido dela, dizemos que esse
"O" é o OBJETO DIRETO PLEONÁSTICO.

                                 A frase perfeita, então, sem o emprego do
pleonasmo, deveria ser : Eu peguei O ÕNIBUS no centro da cidade.

                                 Ficou claro ?
                     
pedralis
Enviado por pedralis em 11/02/2009
Código do texto: T1433376
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedralis
Salvador - Bahia - Brasil
2786 textos (2876215 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/12/14 04:34)
pedralis



Rádio Poética