Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IRAMINA

Inda ontem, éramos eternos no medo de morrer
Restos de nós de hoje, no sempre-limbo, quase hoje somos nada...
Amei-te, e conservo teu silêncio o olhar,
Nega-te ser meu tempo, amanhã. Nem sei, não há mais poder,
Individualmente em dois, meu lado-você, se acaba.
Raiva, calma...Me instila em teu veneno, lábios doces, nos quais possa sonhar.

Sou Livre?
Sou eu, do lado de fora
E dentro de mim...
Vocês.
maddock
Enviado por maddock em 04/10/2006
Código do texto: T255828
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
maddock
João Monlevade - Minas Gerais - Brasil, 46 anos
5 textos (54 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 15:58)