Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dedico aos Poetas (SEGUNDA ESCADA DE TROVAS)

SUBINDO

NOS AMANHÃS IRREAIS
As flores que dão vertigem
Brotando belas, reais
São musas que o sangue afligem

FAZEM O SENSÍVEL AFLORAR
Sabor de estranho rubor
Ecoam na alma a dorar
Breves missões de calor

POR OBRA E GRAÇA IDEAIS
São como a estação mais doce
Que às praias tocam areais
Um sol que acaso se fosse

EM VERSOS SENDO O SONHAR
Que ao firmamento rumassem
Pássaros livres ao ar
Na dança que desenhassem



EM VERSOS SENDO O SONHAR
POR OBRA E GRAÇA IDEAIS
FAZEM O SENSÍVEL AFLORAR
NOS AMANHÃS IRREAIS
Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 14/03/2006
Código do texto: T123123
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
909 textos (30688 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:00)
Miguel Eduardo Gonçalves