Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Feliz dia das mães


Nesse dia das mães, eu gostaria de aproveitar e dizer algumas coisas para a minha. Agradecer pelas noites que passou em claro, me cuidando, medindo minha febre. Agradecer pelas oportunidades que ela me proporcionou, incluindo a chance de nascer e aprender tanto com ela.
Quando eu era criança, a idealizava como minha heroína, a mulher maravilha que possuía super-poderes, e ela realmente os possuía, pois era mãe, avó, trabalhadora, guerreira. Se virava em vinte mulheres ao mesmo tempo, para dar conta de cuidar das três filhas, do neto, do marido, da faculdade, do trabalho.
Ela era maravilhosa em tudo que fazia, era uma mãe carinhosa e dedicada, uma funcionária exemplar que trabalhava mesmo estando febril e doente. Era uma das melhores alunas, suas notas eram sempre uma das mais altas, e com tudo isso ainda conseguia contagiar as pessoas a sua volta com seu bom humor e algumas besteiras que costuma falar.
Não sei se eu estivesse no lugar dela, teria capacidade para tudo isso.  Acho que teria enlouquecido,largado tudo de mão. Apesar de termos as nossas divergências, gênios fortes, gostos diferentes, sinto que no fundo ela sabe o quando eu a amo e a admiro, e quanto desejo ter a força dela para buscar aquilo que quero.
Se alguém um dia me perguntasse uma pessoa que eu realmente admiro e gostaria de ser parecida, com certeza eu responderia sem pensar: a minha mãe! Não foi nada fácil criar três filhas, cada um com um problema de saúde diferente que exigia cuidados especiais, e ela conseguiu!
Passou por momentos difíceis, e mesmo assim não desistiu, sempre ergueu a cabeça e foi a luta. Sempre criou as filhas com o objetivo de vê-las presidentes do Brasil, claro que nenhuma de nós foi  tão longe, e acho que não iremos nos meter em política dessa maneira, mais acho que o que ela realmente queria que aprendêssemos era sermos auto-suficientes, termos capacidade para ser alguém na vida, sem precisar idealizar um casamento por puro interesse ou que precisacemos depender a vida toda do marido.
Minha mãe sempre foi uma feminista assumida, sempre lutou pelos direitos da mulher, e sempre provou para quem precisasse que a mulher faz muita coisa que antes só os homens faziam. Foi uma adolescente revoltada com o machismo do mundo, e nunca admitiu aquela imagem de mulher sexo frágil.
Ela sempre foi uma artista, tem o dom do desenho, fazia lindos quadros, rostos, imagens tão perfeitas que até pareciam reais, já eu não puxei nada dela nesse ponto, pois sequer um boneco palito eu sei desenhar. De uns tempos para cá ela deixou os pincéis e tintas de lado, graças a um descolamento de retina que a fez perder trinta por cento da visão,já não pode mais forçar seus lindos olhos castanhos.
Para finalizar, queria terminar essa retrospectiva da vida da mulher mais importante para mim, dizendo que a amo imensamente e que desejo que não só hoje,mais que todos os outros dias da vida dela sejam repletos de felicidade, de paz e harmonia. Desejo que ela siga sendo essa guerreira que ela é, essa verdadeira “Mulher-Maravilha” que ela sempre foi. Mais uma vez,mãe eu te amo!
Gegé de Miranda
Enviado por Gegé de Miranda em 25/04/2006
Código do texto: T144773

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gegé de Miranda
Caçapava do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 28 anos
13 textos (1856 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:00)
Gegé de Miranda