CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Pai... Saudades Eternas!!!

Meu Pai...

Quantas vezes...
Que por erro, disse não amar você...
Quantas vezes....
Quantos erros....

Tantas coisas que poderiam ter sido evitadas e hoje, dias em que você faz tanta falta, podíamos estar em sua companhia...
Ah, se hoje, agora, voce pudesse vir até aqui...
Gritaria para o mundo O QUANTO EU TE AMO!!
E o quanto eu gostaria de ter você ao meu lado...
Pra presenciar minhas vitórias...
E se você estivesse aqui a palavra derrota, não existiria no meu vocabulário, na minha vida, em lugar algum...
Você, que é o que elogia meus defeitos...
Amou-me do jeito que era....
Cheia de imperfeições...
Mesmo assim me acolheu em seus braços... E disse, com muito orgulho, que eu era sua filha...

Que me protejeu, e me defendeu, mesmo eu estando errada...
Mas depois me corrigiu....
Mas nunca rigorosamente....
Voce que nunca permitiu nenhum grito contra mim...
Só hoje eu entendo...

Hoje em que a vida me permitiu homenagear você, meu pai, amigo, herói, inspiração de cada dia, nessas linhas...
Que por mais sinceras, jamais expressarão todo o imenso e infinito amor que sinto por você...

DESCULPE-ME.... 1000 vezes....
Pelas vezes que fui uma criança insensata...
E por todos os outros erros...

OBRIGADA!!
Por tudo que você foi, e ainda hoje é....
Igual a você não existe...
Obrigada, por ser sua filha...
Até um dia...

AMO-TE ETERNAMENTE...

Tua filha.






Ana Jéssica
Enviado por Ana Jéssica em 10/04/2009
Reeditado em 11/04/2009
Código do texto: T1532989

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Ana Jéssica
Petrópolis - Rio de Janeiro - Brasil
3 textos (6450 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/14 13:32)