Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

photo by Ajorge Gallery


Pai


Tu sabes e sabes bem
Que sou cabeça de vento
Não faço o que tu me mandas
Só faço aquilo em que penso.
Não te dou nenhum sossego
Pois pensar não é meu forte
Vivo a vida dia a dia
E perco depressa o Norte.
Por isso estás vigilante
Pois sem maldade acrescento
Aos teus dias de existência
Boa dose de tormento.
Mas, pai....
Neste mundo agridoce
Não tenhas dúvida alguma
Que se às vezes sou o fel da tua vida
Tu és sempre o mel que adoça a minha!




Lucibei
Enviado por Lucibei em 29/07/2006
Reeditado em 13/03/2012
Código do texto: T204832

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Lucibei
Viana Do Castelo - Viana do Castelo - Portugal, 65 anos
2566 textos (86867 leituras)
14 áudios (1465 audições)
4 e-livros (1135 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:19)
Lucibei

Site do Escritor