Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU TE AMO, PÁTRIA MINHA

EU TE AMO, PÁTRIA MINHA

Pátria minha, eu te amo!
Amo-te com tudo o que tens de belo, de pujante e varonil!
Amo-te, apesar do teu povo pobre, sofrido, suado, caído, massacrado, dividido...
Amo-te apesar da miséria, da fome, do desemprego que maculam tua imagem de “Pátria amada, idolatrada, Salve, Salve”!
Amo-te, apesar das injustiças sociais, das desigualdades e das segregações que fazem o contraste quando em teu hino cantamos:
“Dos filhos desse solo és mãe gentil”!
Pátria minha, tenho a certeza de que vale a pena tentar te reerguer, que vale a pena tentar te amar e cantar mais uma vez:
“Brasil de amor eterno seja símbolo”...
Pátria minha, eu te amo!
Amo-te, apesar das discriminações que teu povo sofre....
pela cor, pela classe social, pelo gênero... pelas diversidades das tuas regiões, do teu povo, do teu clima... porque em meio ao sertão agreste de tuas caatingas, pulsa forte o coração dos teus filhos nordestinos, dessa tua gente mais sofrida... mais esquecida...
Amo-te pelas metrópoles que abrigam, em meio aos seus prédios luxuosos e ao burburinho de gente e de carros, os barracos frios e úmidos, às vezes fétidos que povoam as favelas onde moram famílias desempregadas, com crianças sem escola, sob a ameaça constante dos traficantes!
Amo-te, Pátria minha, porque nessa gente toda bate acelerado um coração que sofre, mas que vive de esperança, que sente e que ama...
Pátria minha, tu tens a cara da criança carente, doente, sem pão e sem teto! Do menor abandonado que cheira cola de sapateiro para matar a fome! Da adolescente prostituída!
Mas, apesar de todas essas mazelas, eu te amo, Pátria minha, porque acredito no teu povo que é forte e confirma o verso do teu hino: “Verás que um filho teu não foge à luta”.
Ainda te amo pelas crianças felizes, alegres, que brincam nas tuas praças e jardins, porque “... um raio vívido de amor e esperança à terra desce”.
Brasil dos contrastes! Tens um povo que chora, que sofre; mas também um povo que ri, que canta, que luta e acredita em dias melhores. É isso que te faz grande e amada, “Terra adorada, entre outras mil, és tu, Brasil, O’ Pátria amada”.
Mena
Enviado por Mena em 06/09/2006
Reeditado em 06/09/2006
Código do texto: T234277

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mena
Brumado - Bahia - Brasil
539 textos (113488 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:48)
Mena