Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Loreto (Sarito) Vieira - Homenagem

Por: Egídio Garcia Coelho
http://www.mentemestre.com.br

A pedido da família, dei uma escovada (como diz nossa querida poetisa Alessandra Espínola) na crônica "Sepultamento (Resultado)", para distribuir como homenagem ao meu sogro, aos participantes da missa de sétimo dia realizada na sua comunidade, em 23 de setembro de 2006.


Homenagem

Loreto (Sarito) Vieira, foi um exemplo de ser humano íntegro. Nunca foi milionário nem político, mas, demonstrou no seu funeral, ser dono de uma popularidade de causar inveja a qualquer candidato ou titular de cargo político. Tudo pelo fruto das suas ações positivas, acumuladas ao longo dos seus quase oitenta e quatro (84) anos de existência nessa pequena comunidade e região, onde permaneceu arraigado, vivendo dentro da mais pura simplicidade, seguindo os ensinamentos do Cristo Redentor e com devoção a Maria Santíssima, agindo sempre com retidão desde os seus primeiros passos.
Projetou-se como seminarista, vindo depois a optar pela vida conjugal. Fiel aos seus princípios e obedecendo aos juramentos feitos no altar, comprovou sem hipocrisia na sua árdua jornada, ser um exemplar marido e dedicado pai trabalhador (aposentado como colaborador pela CELESC de Joinville). Sempre mantenedor das necessidades básicas da família e de um desprendimento sem igual para com a comunidade. Após 57 anos de exemplar comunhão matrimonial e ter criado 11 filhos, encerrou sua permanência na existência terrena e deu mais um passo na jornada da sua vida eterna.
No cortejo fúnebre, seu corpo puxou um comboio que ultrapassara uma centena de carros, numa demonstração de gratidão e reconhecimento dos familiares, parentes, amigos e comunidade.
Na igreja do Poço Grande completamente lotada, onde foi também Ministro da Eucaristia, durante sua merecida celebração de despedida, uma chuva torrencial descarregava as nuvens, dando mais uma prova da sua afinidade com o Divino. Pois, por coincidência ou não, a chuva soube esperar que todos entrassem na igreja, vindo depois a dar uma trégua com precisão exata, desde o encerramento das últimas homenagens prestadas dentro do Templo até o deslocamento ao cemitério e sepultamento com as bênçãos e despedidas de todos, voltando a chover imediatamente após enfeitado o túmulo com lindos vasos e muitas coroas de flores, ostentando faixas com lindas homenagens em meio a uma salva de palmas.
Qualquer um de nós aqui presente na missa de sétimo dia e todos que prestaram essa histórica homenagem se darão por satisfeitos, quando diante do inevitável encontro com a morte nessa existência terrena, alcançarem semelhante "resultado".
                                                          A família Vieira manifesta assim, sua gratidão pela presença de todos!

http://www.mentemestre.com.br
Egídio Garcia Coelho
Enviado por Egídio Garcia Coelho em 23/09/2006
Reeditado em 23/09/2006
Código do texto: T247203
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Egídio Garcia Coelho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Egídio Garcia Coelho
Rancho Queimado - Santa Catarina - Brasil, 60 anos
298 textos (200567 leituras)
11 áudios (4598 audições)
4 e-livros (73 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 23:57)
Egídio Garcia Coelho