Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDADE

                     SAUDADE

SAUDADE DA INFANCIA
DOS TEMPOS DE GURI
QUE JAMAIS OS ESQUECI
SAUDADE DO TEMPO BOM
QUE JÁ MAIS REGRESARÁ

SAUDADE DA VOZINHA
SAUDADE DA INFANCIA
DA "INOCENCIA DE CRIANÇA"
QUE COISA ESTRANHA
EU ME LEMBRO
COMO SE FOSE ONTEM
DAS QUELAS MARAVILHOSAS
BRINCADEIRAS DA INFANCIA

GOSTARIA DE TERMINAR MINHAS PALAVRAS MÁS MINHA MENTE JA NÃO PENSA COMO ANTES COMO GUANDO NÓS ERAMOS BONS AMANTES
JÁ NÃO SEI COMO E O QUE ESCREVO O MEU CORAÇÃO SE DESFRAGMENTOL EM MILHÕES DE PEDAÇOS E AGORA O QUE EU ......
JÁ SE FOI MEUS ANÓS DOURADOS QUE GUANDO CRIANÇA FORAM MUITO BEM APROVEITADOS.
BEIJOS A TODOS E ESPECIALMENTE A VOCE LAIS QUE NESES DIAS TÃO DIFICEIS TEM MEDADO ESSA FORÇA
BRIGADO.
POETA MALUCO
Enviado por POETA MALUCO em 25/10/2006
Código do texto: T273340
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA MALUCO
Nioaque - Mato Grosso do Sul - Brasil, 28 anos
1 textos (137 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:14)
POETA MALUCO