Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Invocação à Dionísio

Dionísio,
tantas vezes
te chamo,
tantas vezes
não há luar
e o sal
cobre a terra,
tantas vezes
sem precisão
ou amor
ou lascívia
a noite
se infiltra
pegajosa
pelas persianas
vinho-tinto
da sala de estar,
esquadrinhando
os cantos
e frestas
e dobradiças
com tuas
apressadas mãos
sob a mobilia:
meu corpo
de barro,
entregue
ás tuas
carícias.

Dionísio,
tantas vezes
te chamo
por clamor
ou reverência
ou algo
igualmente
profundo,
tantas vezes
me sonho
gemendo
e ganindo
na luz
sobrenatural
dos teus ritos,
tantas vezes
tantas
e muitas mais
guardarei
por ti.

Vini Miranda
Enviado por Vini Miranda em 06/02/2017
Reeditado em 06/02/2017
Código do texto: T5904715
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vini Miranda
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 26 anos
172 textos (3388 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/05/17 08:13)
Vini Miranda