Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A casa de nós dois

Nem tão grande que nos percamos, nem pequenina demais que nos estranhemos. Que a porta esteja sempre aberta para aqueles que venham soprados pela amizade e pelo amor.

Que nas janelas, as floreiras nos mostrem a cada manhã o perfume das estações. Que a brisa balance as cortinas de renda branca, trazendo a alegria e o frescor da feliz vida em comum. Que o teto nos proteja e que a terra nos presenteie com a abundância.
 
Ainda que a cama seja macia, que a sombra da solidão a dois se afaste de nós. Que uma xícara de café não precise esperar pela outra para esvaziar, que tenhamos acesso ao conforto da civilização sem no entanto nos privarmos do brilho de todas as estrelas.
 
E que todos os momentos sejam dádivas e reconheçamos enfim que sofremos pouco para chegarmos ao aconchego certo.
 
Com amor
Luiza Moreira
Enviado por Luiza Moreira em 24/08/2007
Reeditado em 24/08/2007
Código do texto: T622523
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luiza Moreira
São Paulo - São Paulo - Brasil
25 textos (2453 leituras)
3 e-livros (229 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 10:48)
Luiza Moreira