Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ENTÃO ATÉ JÁ

Para ALINE ROMARIZ

Sei que existem ventos
que rasgam a pele,
pés que saltam para além das linhas.


As entrelinhas revelam
um sentimento diluido,
fervido e nuveo.

Leio e releio meus poetas
o tempo todo,
choro com e por eles
seus versos, são meus versos
são minhas suas lamúrias.

Há muitos que caminham nas nuvens
com os pássaros secretos,
outros que batem em minha porta,
outros ainda que sentam nas estantes,
como existem os que leio num visor.

Quando um poeta nos diz: até já,
uma cratera
se abre feito corrosão,
a criação fica ressentida,
o rio perde o curso,
a chama, profusão.

Não posso seguir completo
se nos faltar os versos:
os seus, os meus, os nossos...
Delmo Biuford
Enviado por Delmo Biuford em 29/08/2007
Reeditado em 30/04/2010
Código do texto: T629817
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Delmo Biuford
São Paulo - São Paulo - Brasil
115 textos (3219 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 15:50)
Delmo Biuford