Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A viagem

Homens de preto e branco mergulhado em orações
Despedem-se daquela que tão cedo adormeceu
A dor me rasga o peito
Ao vê-la bem posta sobre aquele fúnebre leito...

No estreito canto, vejo-me aos prantos
Perdida na imensidão dos meus pensamentos
Resgato as lembranças, entristeço-me ao ver
Que ela adormeceu na mesma simplicidade em que nasceu
Totalmente desprovida de ornamentos,
Pois ignorou por toda a sua vida todos os enfeites
Em prol de todos aqueles que vieram do seu ventre...

A névoa branca que cobre a madrugada nos esfria
O fogo que se esvai das velas amarelas
Ilumina o interior da capela descobrindo olhos
Que se afogam em lágrimas expelidas pelos corações
Que sofrem em silêncio...

A “Morte” por si me assusta
Contudo, quando a vi enfeitada por flores,
Entendi que aquele momento era apenas um ensaio
Para fazer a tão esperada viagem
A viagem para o jardim eterno do Divino Espírito Santo...

Tomada por uma súbita força enxuguei minhas lágrimas
Ofereci-lhe uma coroa da mais bela flor
Pois ali estava uma rainha que estava partindo
Ela é e sempre irá ser a “Mãe” da minha querida “Mãe”!


Em homenagem a Dna. Mercedes Garre
Marta Rodriguez
Enviado por Marta Rodriguez em 01/09/2007
Código do texto: T634122

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar o nome do autor e o link para o site www.amorxpoemas.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marta Rodriguez
São Paulo - São Paulo - Brasil
448 textos (76722 leituras)
7 áudios (1124 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 15:02)
Marta Rodriguez