Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem a Rosa Berg

Pelo que se consegue, é esta a flor que se segue: -




Rupturas, talvez... na insegurança
Onde um valdevino se apaixonou,
Sentimentos em preto e branco, a esperança!
Asa quebrada, o desatino levou...

Banalidades ao sabor do vento
Em que a sedução é consagrada amanhã
Revelada em confissão. Que sentimento!
Garantiste no improviso, este teu fã.


Zé Albano
Publicado no Recanto das Letras em 25/09/2007
Código do texto: T667462
Rosa Berg
Enviado por Rosa Berg em 25/09/2007
Código do texto: T667615

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Berg
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
509 textos (76080 leituras)
30 áudios (6069 audições)
2 e-livros (2217 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 07:50)
Rosa Berg