Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amigos

   Há algum tempo atrás li um livro que comparava a vida a uma viagem de trem. Uma leitura extremamente interessante, quando bem interpretada.
Isso mesmo, a vida não passa de uma viagem de trem, cheia de embarques e desembarques, alguns acidentes, agradáveis surpresas em muitos embarques e grandes tristezas em alguns desembarques.
   Quando nascemos, entramos nesse trem e nos deparamos com algumas pessoas, que julgamos pela a parecia, outras que sempre estarão sempre nessa viagem conosco, nossos pais, nossos verdadeiros amigos, em geral, nossa família.
Infelizmente em alguma estação eles descerão e nos deixarão, só nesse trem, que se chama vida, que sempre irei sentir a sua falta, mas eu sei que em algum momento voltaremos a nos reencontrar!
A perda dessa pessoas não me impedirá de continuar de seguir o percurso, pessoas são, e se tornarão muito especiais para mim, por isso serão inesquecíveis.
   Muitas pessoas embarcarão nesse trem apenas a passeio, outras encontrarão no seu trajeto somente tristezas e ainda outras circularão por ele prontos a ajudar quem precise. Vários dos viajantes quando desembarcam deixam saudades eternas, outros tantos quando desocupam seu assento, ninguém nem sequer percebe.
Curioso é constatar que alguns passageiros que se tornam tão caros para mim, acomodam-se em vagões diferentes do meu, portanto sou obrigada a fazer esse trajeto separados deles, o que não me impede é claro que eu possa ir ao seu encontro. No entanto, infelizmente, jamais poderei sentar ao seu lado, pois já haverá alguém ocupando aquele assento. Não importa, é assim a viagem, cheia de atropelos, sonhos, fantasias, esperas, despedidas, porém, jamais, essa viajam volta acontecer, cada minuto é único e especial para mim. Faço essa viagem então, a melhor possível, tentando me relacionar bem com todos vocês, claro que as vezes brigamos, saímos nos tapas, mas são coisas da vida, e sempre procurando dá o melhor de mim, lembrando sempre que em algum momento vocês iram fraquejar e quero que vocês saibam que eu estou aqui e sempre estarei, porque provavelmente eu também fraquejarei, e com certeza você estarão ao meu lado pra ouvir minhas besteiras.
   O grande mistério da vida, afinal, é que nós nunca saberemos em qual parada vamos descer. Eu fico pensando se quando descer desse trem vocês vão sentir saudades minha. Acredito que sim, vocês são o melhor que há em mim, é creio que sou muito importante para vocês. Quero que de alguma forma ser uma grande colaboradora para que vocês tenha crescido, amadurecido, tenham sido felizes, e que eu fui uma dos responsáveis da suas alegrias.
   Amigos, façamos com que a nossa estada nesse trem seja tranqüila, que tenha valido a pena cada momento juntos e que quando chegar a hora de desembarcarmos o nosso lugar vazio traga saudades e boas recordações para aqueles que prosseguirem a viagem. Hoje, quero que deixe de ser o meu dia, quero que a partir de hoje esse dia seja nosso, o nosso dia. Tenho certeza de que não somos normais, tal vez seja por isso que somos perfeitos, a nossa maneira, eu os amo tanto, mesmo que algum dia eu chegue a me esquecer de vocês, vocês podem ter certeza de que nesse dia terão saído da minha cabeça, mais jamais do meu coração. Um viva pra o nosso dia, o primeiro de muitos. Eu os amos muitos!!!!!
Raissinha
Enviado por Raissinha em 29/09/2007
Reeditado em 25/10/2007
Código do texto: T673782

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Raissinha
Londrina - Paraná - Brasil, 23 anos
8 textos (1095 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 19:01)
Raissinha