Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO TEMPO

Tempo

SilCervantes


Partido em fragmentos,
despedaçado com estrépiTo
Todo homem vive,
e nenhum entende
Fracasso?
Vitória?
Turbilhão de emoções...
Aprendizado...
Virtude que nos cabe,
máculas, dores,
Amores, amigos
Filhos, flores...
Luas e luas...
Ídolos que não sobrevivem,
muros que se partem,
sistemas que dão certo,
cicatrizes na alma...
Vidas que se vão
outras que chegam
O impossível transformado
Milagres...
Rugas,
marcas, chamadas,
Sabedoria !
Vivência!
Tempo... Tempo...
Guardião da vida,
da justiça,
certeza incerta
Que cerca,
verdades e mentiras
Escondidas.

Foi no tempo que descobri
o quão semelhantes se tornam
os diferentes seres humanos.


Silvana Cervantes
Enviado por Silvana Cervantes em 29/09/2007
Código do texto: T674036
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvana Cervantes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
403 textos (36689 leituras)
5 áudios (2203 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 06:01)
Silvana Cervantes