Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O resgate da honra (Mukhtar Mai)


Uma mulher muçulmana e sofrida
Nascida nas bandas do Paquistão
Pedia clemência ao líder da tribo
Tentava livrar a pele do irmão

No entanto a justiça era injusta
Seu irmão um crime havia cometido
Se apaixonara por uma mulher de clã superior
Para eles algo plausível de castigo

Então a ignorância e a covardia
Se fizeram numa escandalosa sentença
A punição seria imposta a sua irmã
Com a desonra de sua decência

E agarraram-na como se fosse mercadoria
Entre gritos e lágrimas foi levada a um estábulo
Onde quatro animais a estupraram num delito
Que Alá nem no inferno teria aprovado

E fizeram suas leis prevalecerem
A lei da violência a quem é inocente
Violaram seu corpo, mas não sua coragem e fé
De delatar mais tarde os delinquentes

Hoje a mulher símbolo da coragem paquistã
Aprendeu a ler, transformou sua dor
Abriu escolas pra meninas, escreveu um livro
Contando ao mundo o obscurantismo do horror

Mukhtar Mai é realmente uma guerreira
Nasceu já imposta a usar na cabeça um escuro véu
Mas seu peito é luz pura, branco como neve
E mesmo com tudo, sorri quando olha pro céu.

(À Mukhtar Mai, bravíssima paquistanesa que mostrou ao mundo a violência imposta às mulheres de seu país, contando sua própria dor).
Auricélia Oliveira
Enviado por Auricélia Oliveira em 30/09/2007
Código do texto: T674578
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Auricélia Oliveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 41 anos
144 textos (9970 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 10:59)
Auricélia Oliveira